domingo, 14 de março de 2010

QUAL 'RESPONSABILIDADE' DE GOVERNAÇÃO?


Como cidadão atento aos graves problemas que meu país atravessa, tenho ouvido sempre o termo ‘responsabilidade’ invocada pelos seus governantes que tecem grandes discursos para defender suas politicas (ruinosas) para o Povo que sofre sistematicamente o resultado da má governação. Porém, eles nada sofrem e só falam de ‘responsabilidade’, continuando a ocupar seus cargos, recebendo altos ordenados, nunca sendo julgados por nada, mesmo que enganem os cidadãos e faltem às promessas (falsas) feitas em época de Eleições. Qual RESPONSABILIDADE têm perante a Nação?

E mais pergunto porque desejam tanto chegar ao Poder para assumirem essa ‘responsabilidade’ que querem ter? São ‘salvadores’ da Pátria bem pagos que gozam de grandes mordomias e até de impunidade, enquanto o povo que os elege sente o peso de um fardo que nunca é transportado pelos que o põem ao ombro dos outros e arranjam para isso a sua própria justificação.

Penso que está na hora de mudar as regras e culpabilizar sim os grandes responsáveis pelo país que está em suas mãos e nunca sofrem as consequências de seus erros e má governação. Deveriam ser, de resto, os primeiros a dar o exemplo de sacrifícios que exigem ao povo que já o faz há muito tempo, a vida inteira, pagando para a falta de ‘responsabilidade’ dos que estão à frente dos destinos da Nação.

Basta de tanta falação e justificação, pois os discursos politicos para nada servem e só indignam as pessoas que sofrem na pele as dificuldades criadas pelos seus governantes que se governam a si mesmos, garantindo seu futuro e não o bem-estar, a segurança, a estabilidade e confiança, da maioria da população. Nenhum PEC (Plano de Estabilidade e Crescimento) perante isto, é solução?

Pausa para reflexão!

Rui Palmela

7 comentários:

  1. é tudo uma fantochada. o (des)governo é uma nojeira! venha logo 2012! VENHA ELE!

    ResponderEliminar
  2. Entendo o desabafo, caro "anónimo", mas não será o ano 2012 o 'fim da linha' desta Sociedade governada por gente sem Deus que precisa de aprender a respeitar mais seus compromissos assumidos em época de Eleições e não enganar sistematicamente as multidões.

    A falta de ética politica deu lugar à aldrabice, ao engano, à Corrupção, ao partidarismo doentio, ao compadrio e tudo o mais que os (des)governantes fazem sem nunca sofrerem qualquer condenação.

    Por isso, não importa o ano em que as coisas terão de mudar, pois elas efectivamente dependem de nós que teremos forçosamente de nos transformar.

    ResponderEliminar
  3. antonio maria claret soares de marialva15 março, 2010

    Amigo e irmão Rui Palmela.

    Também entendo a manifestação do irmão anônimo, com a ressalva que 2012 recaia sobre "eles".

    Subscrevo as palavras do Rui, e a mudança de atitude da humanidade já foi deflagrada e a voz das massas populares se faz ouvir nos quatro cantos do Planêta. Finalmente, o véu negro da Mentira e de seus "trevosos" seres começou a apodrecer e a luz da verdade começa a brilhar desde os Cosmos até nosso planêta e nossas almas...
    Os vampíros que vilipendiaram a confiança e a fé do povo não terão mais sossego e mesmo que se deitem em seus ataúdes serão atingidos pela Luz que os transformá em pó amaldiçoados pela Terra.
    Nuca a palavra dos povos tiveram tanta fôrça e poder. Os "ILLUMINADOS TREVOSOS" criaram a Internet através da qual supunham controlar as massas populares. Contudo, o "feitiço virou contra o feitiçeiro" e de nada adiantará qualquer censura, pois para cada "Echelon" haverá mil "rackers" para contorná-la.
    Portanto, o fim dos corruptos e sanguessugas já chegou!
    Abraços.

    ResponderEliminar
  4. é hora de culpar o povo que elege CONSTANTEMENTE os mesmos incompetentes . o povo elege sempre os mesmos . é hora de pedir contas ao povo.

    ResponderEliminar
  5. Não deixa de ter razão na sua afirmação, caro "anónimo", pois uma sondagem recente continua a dar a vitória ao partido do governo que ganharia com nova maioria.

    É caso, pois, para dizer que "cada povo tem o governo que merece"...

    Porém, todos sabemos o poder de persuação que têm esses senhores "vendedores de promessas", em época de Eleições que conseguem sempre enganar as multidões.

    De resto, a maioria das pessoas parece que tem memória curta e esquece facilmente o mal causado ao país por esses 'doutores' e 'engenheiros' que sabem convencer os mais ignorantes que são os melhores (apesar de tudo) e todos vemos como são aplaudidos em comícios e campanhas eleitorais onde distribuem beijos(de judas)e apertos de mão (de pilatos), patrocinando festas e oferecendo presentes a toda a gente, sabendo conquistar os mais incautos, pois é certo o ditado que diz: "com papas e bolos se enganam os tolos"...

    E assim vão conseguindo o número de votos necessários para chegarem ao poder onde se instalam por mais 4 anos fazendo o que bem entendem, pouco se importando com os queixumes e lamentos das populações.

    Talvez um dia estas acordem e procedam como devem perante os usurpadores da Nação.

    Pausa para reflexão!

    RP

    ResponderEliminar
  6. está a ver SR. Rui ? deixe de criticar os políticos, eles fazem o que povo autoriza. !!!! a culpa é do povo e jamais dos políticos. nas sondagens recentes voltaria a ganhar PS....está a ver ? o problema não são os políticos !!! é o povo que é rasca e ignorante. só querem pão e circo! desta maneira, o que é preciso são papas e bolos para os tolos.

    ResponderEliminar
  7. Eu entendo, caro amigo, mas o facto do povo ser ignorante não deixarei de criticar os políticos que se valem disso. Antes pelo contrário, comparo-os aos aldrabões profissionais que conseguem atrair atenções das multidões que os ouve falar e ficam convencidas que são gente séria e honesta, e mais tarde vêm que não. Entretanto conseguem enganar outros. Percebes?


    Mas já agora aproveito para dizer que duvido cada vez mais das sondagens porque elas são feitas a pessoas que têm telefone fixo e não telemóvel.

    Ora, como sabemos, muita gente hoje em dia deixou de ter telefone em casa (talvez a maioria) e por isso não é fiável a previsão como se fazia até aqui.

    Aliás, nas últimas eleições legislativas as sondagens apontavam que o BE seria a 3ª força política em Portugal e foi o CDS a ocupar esse lugar.

    Do mesmo modo, nas eleições para o Parlamento Europeu, as sondagens davam uma vitória ao candidato do PS mas foi o PSD que ganhou em maioria e o BE ficou em 3ª lugar.

    Enfim, não há que confiar mais nas sondagens actuais, pois elas só podem ser feitas agora, com mais fiabilidade "à boca das urnas".

    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails