domingo, 29 de julho de 2007

A RAZÃO DE NÃO SE COMER CARNE



Bastaria tão somente as pessoas verem o espectáculo tétrico diário nos Matadouros de seus paises, com tantos animais sofrendo e agonizando na industria da morte de tantos cadáveres mutilados, desventrados, retalhados, com rios de sangue e visceras espalhadas pelo chão, para reflectir sobre este modo desumano e errado de alimentação. Mas os apreciadores de carne até preferiam nem ver e continuar a consumir retalhos de animais dizendo que foram feitos para serem comidos e não ouviriam a voz da razão.

Felizmente, muitas são as pessoas hoje em todo o mundo que já aboliram completamente o consumo de carne e se sentem bem de saúde e de óptima disposição. Só nos Estados Unidos, por exemplo, mais de 10 milhões de pessoas se consideram vegetarianas (a população de Portugal), contribuindo assim para um Mundo Novo com uma nova forma de Civilização.

Na verdade, o ser humano só será livre um dia de suas doenças e sofrimentos desnecessários, quando respeitar as leis da vida, da Natureza e da Ordem Universal, vivendo mais de acordo com a sua humana condição e não contrubuir para matança de nenhum animal. Grandes figuras da nossa História cultivaram, de resto, esses princípios éticos, filosóficos, morais e espirituais, falando também da verdadeira alimentação. Foram eles:

PITÁGORAS, o grande filósofo grego, que disse um dia: «Queridos companheiros, não profaneis os vossos corpos com alimentos pecaminosos. Nós temos o milho, temos maçãs que curvam os galhos com seu peso e uvas crescendo nos vinhedos. Há ervas de sabor doce e legumes que podem ser cozidos e abrandados no fogo, nem se nos nega o leite ou mel perfumado com menta. A terra proporciona um suprimento exuberante de riquezas, de alimentos inocentes e oferece-nos banquetes que não envolvem derramamento de sangue ou matança; somente as feras satisfazem sua fome com a carne...»

PLUTARCO, o autor romano, vai mais longe ao dizer: «Podeis realmente perguntar que motivo tinha Pitágoras para se abster de carne. De minha parte, não entendo através de que acidente e em que estado de espírito foi que a primeira pessoa sujou a sua boca com sangue e levou seus lábios em direcção à carne de uma criatura morta, pôs mesas de corpos de animais despedaçados e ousou chamar-lhe de alimento e nutrição às partes que pouco antes haviam bramido e chorado, movimentavam-se e viviam. Como poderiam os olhos suportar a matança em que as gargantas eram perfuradas, a pele esfolada e os membros arrancados?... Certamente não são leões e lobos que comemos para defesa pessoal; pelo contrário, ignoramos estes e chacinamos criaturas dóceis e inofensivas sem presas ou dentes para nos atacar. Por um pouco de carne lhes tiramos o sol, a luz e a duração de suas vidas em evolução»...

LEONARDO D’AVINCI, o grande pintor, inventor, escultor e poeta renascentista, dizia a este respeito: «Aquele que não dá valor à vida, desrespeitando-a, não a merece». Os seus livros e anotações estão cheios de passagens que mostram a sua compaixão por todas as criaturas e lamentava que ... «um número incontável de animais terão seus filhos arrancados, rasgados, barbaramente trucidados», dizendo ainda que os homens consumidores de carne dos animais são «locais do seu próprio sepultamento»... e concluiria dizendo: "CHEGARÁ O DIA EM QUE O HOMEM CONHECERÁ O ÍNTIMO DOS ANIMAIS. NESSE DIA UM CRIME CONTRA UM ANIMAL SERÁ CONSIDERADO UM CRIME CONTRA A PRÓPRIA HUMANIDADE.

JEAN JACQUES ROUSSEAU, filósofo francês, defensor da Ordem Natural, referia que uma dieta vegetariana produziria uma pessoa mais pacífica e compassiva, observando na Natureza fenómenos de comportamento em que os animais carnívoros são mais cruéis e violentos, voluntariosos, enquanto os herbívoros são mais dóceis, pacíficos, e graciosos. Talvez por isso...

LEON TOLSTOY dizia que «Se toda a Humanidade fosse vegetariana, eram impossíveis as guerras»... Acreditava este escritor russo que ao deixar de matar animais, o homem beneficiaria não só em questões de saúde física e psíquica, mas também de ordem económica e social, e sobretudo temperamental. Tolstoy deixou o desporto da caça em 1885, e refutou o pacifismo da alimentação vegetariana, escrevendo no seu ensaio “O Primeiro Passo” o seguinte: «O consumo de carne é simplesmente imoral, visto que envolve a execução de um acto contrário à conduta humana: Matar!». – Aliás, “Não Matarás!” é um dos 10 Mandamentos bíblicos que os homens mais têm transgredido desde tempos imemoriais, nos campos de batalha, guerras, atentados terroristas, etc., sendo ainda um grande chacinador de animais. É preciso inverter esta situação.

Doutro modo, é o próprio ALBERT EINSTEIN (Pai da Era Atómica) que conclui dizendo: «A maneira vegetariana de viver, por seu efeito puramente físico no temperamento humano, exerceria uma influência benéfica sobre toda a Humanidade»... Palavra de cientista!

ADAM SMITH, um grande economista, proclamou mesmo a vantagem duma alimentação vegetariana, sem carnes, dizendo: «Pode-se, de facto, pôr em dúvida se a carne nos açougues é, dalguma maneira, necessária à vida. Grãos (cereais) e outros legumes, juntamente com leite, queijo, manteiga ou mel, propiciam uma dieta mais saudável e revigorante. Em nenhum lugar o decoro impõe que alguma pessoa deva comer carne».

BENJAMIM FRANKLIN, escritor e inventor, viria também um dia a tornar-se vegetariano (aos 16 anos de idade) dizendo que do alimento vegetal «resultou maior progresso, maior clareza de pensamento e mais rápida compreensão»... Isto quer dizer que muitos dos “insucessos escolares” dos nossos jovens seriam reduzidos se alterassem simplesmente o seu modo errado de alimentação, hoje com tanta carne e coca-cola e bebidas alcoólicas nas discotecas no seu modo de ‘diversão’.

O POETA SHELLEY, era um vegetariano convicto que escreveu num ensaio sobre a “Defesa da Dieta Natural” o seguinte: «Que o defensor da alimentação animal seja forçado a uma experiência da conveniência da mesma e rasgue um cordeiro vivo com seus dentes e, mergulhando sua cabeça nos órgãos vitais deste, mate sua sede com sangue quente e fumegante do animal... então, e só então, ele teria alguma lógica». Shelley tornou-se vegetariano quando estudava na Universidade de Oxford e, juntamente com Harriet (sua espôsa), adoptaram esta dieta logo após o casamento. Num dos seus poemas, o “Queen Mab”, ele até descreveu um mundo utópico onde as pessoas não matariam mais quaisquer animais para se alimentar. E assim será um dia, creio eu...

RICHARD WAGNER, por exemplo, (o grande compositor), exprimia a este respeito que «toda a vida é sagrada» e que «uma dieta vegetariana poderia salvar a humanidade das suas tendências violentas e destruidoras, retornando assim ao Paraíso há muito perdido». Aliás, não será possivel um Mundo de Paz, sem guerras e sem doenças, com uma Humanidade que vive e se comporta contra a Natureza, destruindo-a, desrespeitando a vida dos próprios seres com suas inúmeras incongruências.

DAVID THOREAU , dizia também num dos seus livros (“Walden”), o seguinte: «Não é uma vergonha que o homem se tenha tornado um animal carnívoro, predador de outros seres? É verdade que ele pode viver, e vive, em grande medida, da captura e abate de animais; mas isto é uma forma miserável e desumana de tratar os seres inferiores e será considerado um benfeitor da sua raça aquele que ensinar as pessoas a se restringirem a uma dieta sã, simples, inocente, benigna e coerente».

GANDHI, o apóstolo indiano da Não-Violência, pacifista e humanista do século XX, também era vegetariano e dizia: «É necessário que se corrija o erro de que o vegetarianismo nos tenha tornado fracos de mente, passivos ou inertes na acção. Não considero a alimentação carnívora necessária a qualquer etapa de vida do ser humano. Considero a alimentação cárnea inadequada à nossa espécie. Erramos ao copiar o mundo animal irraciona, os carnívoros se somos superiores a eles. Sinto que o progresso espiritual da Humanidade requer que paremos de matar os nossos companheiros neste Mundo, os animais, só para satisfazer alguns dos nossos desêjos corpóreos»... O Mahatma Gandhi (grande alma), sintetizava sua ideia nesta questão: «O grau de cultura e de civilização dum povo conhece-se pela forma como se alimenta e trata os seus próprios animais»...

Enfim, poderia enumerar aqui muitas mais personalidades humanas que defendem o princípio de que o ser humano não é um carnívoro ou um “omnívoro” que devora milhões de cadáveres de animais durante a vida, mas sim um omni-vegetariano que degenerou há muito de sua condição e se tornou na espécie mais violenta, perigosa e predadora do Planeta, por causa de seu modo errado de alimentação.

Para terminar, cito um poema de GEORGE BERNARD SHAW que toca na consciência de muitos ‘crentes’ em Deus (cristãos e não cristãos) que ainda não entenderam a importância fundamental da alimentação pura e natural, para um progresso mais justo e humano na Humanidade Actual que ainda está longe de ser perfeita e transgride as Leis da Vida, da Natureza e da Ordem Universal. Por isso Bernard Shaw se exprimia assim:

“Oramos aos domingos para que possamos ter a luz
Que guie nossas passadas na trilha que partilhamos
Estamos saturados de guerra, o conflito não nos seduz
Mesmo assim é dos mortos que nos fartamos”...



Fica aqui esta dissertação sobre a questão da alimentação.

Pausa para Reflexão!

RUI PALMELA

35 comentários:

  1. A energia que emergiu do conteúdo de sua escrita, é diferente. É sublime, suave, é superior. Você é uma pessoa que vibra em nível superior.

    Muito obrigada pelo contéudo é pela brisa suave que fez fluir em meu ambiente esta manhã.

    ResponderEliminar
  2. ... ai Rui Palmela, até me passei quando vi esse vídeo.
    Depois de ver tudo isto, não sei se vou conseguir mais alguma vez comer carne. Penso que não.
    Eu sabia que os animais tinham de ser mortos para serem consumidos, mas nunca na minha vida me tinha passado pela cabeça que fosse assim. É verdade que se eu tivesse de matar algum animal para comer, eu nunca o faria, pois não tenho coragem de o fazer. Mas depois de ver como os tratam, sem um pingo de compaixão. Fogo Rui, nem consegui ver tudo. Doeu-me demais.
    De certeza que quando eu voltar a entrar de novo num talho, vou-me lembrar deste vídeo.
    Vou reflectir...


    Gosto de ler as refexões que aqui vais deixando. Continua.

    Um abraço;
    Bia

    ResponderEliminar
  3. Rui Palmela02 agosto, 2007

    Obrigado pelos comentários e palavras de reconhecimento que deixam aqui sobre o meu trabalho neste Blog que tem como objectivo informar ou ajudar no despertamento de consciências por um mundo melhor.

    Bem hajam

    Rui Palmela

    ResponderEliminar
  4. Bom...., acho que eu sou um pouco complicada...!!!!

    Acredito em Deus acima de todas as coisas...!!!!
    Adoro os animais..., talvez por isto veja lógica e compaixão
    no Islã e no Judaísmo no que se refere a maneira de sacrificar os
    animais para a alimentação humana.....!!!!!
    Também não consigo conceber num país como a Índia, com mais
    de um bilhão de habitantes, dos quais mais de 900 milhões vivem em
    miséria extrema, morrendo de fome às centenas de milhares, possuindo
    o maior rebanho de gado zebuíno do mundo e não matarem e
    a vaca para se alimentarem pq ela é sagrada.....!!!!!!!!!!
    Na verdade eu não sou nada nem ninguém para julgar coisa nenhuma e peço
    perdão à Deus se estou enganada...., mas acredito que Deus criou um mundo
    perfeito......., eu sou dentista, e baseada no princípio da perfeição das coisas de Deus
    eu pergunto :
    Se Deus nos fez para sermos vegetarianos, porque dos 32 dentes de uma
    dentição adulta completa, oito deles têm a função de cortar carne ( os incisivos ) e
    os outros 24 têm a função de dilacerá-la ( os 4 Caninos - que também servem para
    atacar a presa na jugular - , os 8 Pré-Molares e 12 Molares) ??????????
    Em relação à dentição decídua, os dentes de leite, dá-se o mesmo caso, a boca infantil
    completa tem 20 dentinhos, 8 são feitos para cortar a carne e os outro 12 são para dilacerá-la.....!!!!!
    Se tivessemos os dentes, como por exemplo, os coelhos nos seria simplesmente impossível comer carne......!!!!!!
    Outra coisa que me põe a pensar em matéria de fisiologia e perfeição das coisas do Senhor:
    Porque nosso suco gástrico, o líquido do estômago que faz parte da digestão, têm na sua composição o ácido clorídrico se não é para digestão da carne....??????
    Enfim..., deixo aqui as minhas dúvidas e crenças.....!!!!!

    Excelente tema para debate,não é?
    Beijinhos carinhosos

    Drª Márcia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
  5. Cara Drª Márcia!

    Primeiro começo por lhe dizer que vc está errada como dentista na interpretação que dá ao facto de termos uma dentição própria para alimentação carnívora quando na verdade o conceito escolar é 'omnivora' com predominância nos alimentos de ordem vegetal e não animal como se depreende pela Roda dos Alimentos.

    Mas já agora permita-me explicar-lhe mais umas coisas sobre a dentição e o nosso aparelho digestivo cujos intestinos não são demasiado curtos como o dos animais carnívoros, nem demasiado longos como os animais herbívoros. E quanto à dentição, os 32 dentes que temos nenhum deles serve para "atacar presas na jagular" como vc diz, referindo-se aos 2 dentes caninos atrofiados que temos na boca, que em nada se comparam com os dentes dos animais carnívoros que os têm muito desenvolvidos e garras afiadas para apanhar as presas, como é o caso caso do tigre, do leão, do lobo, cão, etc. E por fim vc diz ainda que a dentição infantil é constituida por "20 dentinhos" em que 8 são feitos para cortar carne e 12 para dilacerá-la"...

    Se você dissesse uma coisa destas na Faculdade de Medicina do meu país, decerto não passava no exame para sua formação de 'dentista'. Jamais ouvi um disparate tão grande em toda a minha vida. Busco o Conhecimento e me tornei vegetariano há mais de 30 anos por ter hoje mais consciência e entendimento das coisas, independentemente das teses dos homens que adulteraram há muito a sua alimentação, pois ela deveria ser vegetariana e não outra, tal como nos foi destinada logo desde o princípio pelo Criador da Vida como se pode ver no Génesis da Criação: "E disse Deus: Eis que vos tenho dado toda a erva que dá semente (cereais, vegetais, leguminosas) que está sobre a face de toda a terra; e toda a ávore em que há fruto de árvore que dá semente (frutos diversos, oleaginosas, etc) ser-vos-á para mantimento ". (Cap. 1: 29)

    Foi a alteração e desrespeito por este tipo de alimentação que fez o homem tornar-se um predador da pior espécie que mata hoje mais animais do que todos os predadores da Terra juntos, e se tornaram tão violentos e sanguináreos que a história está cheia de disputas, ódios e guerra. Tolstoi tem razão na sua afirmação de que "Se toda a Humanidade fosse vegetariana eram impossiveis as guerras", já que «A maneira vegetariana de viver, por seu efeito puramente físico no temperamento humano, exerceria uma influência benéfica sobre toda a Humanidade»... como dizia Albert Einstein.

    Enfim, minha amiga (permita-me que a trate assim), não é mais a questão disto ser uma tese religiosa ou uma livre opção de quem quer fazer uma alimentação mais sã nos tempos que correm, é mais profunda a verdade que devemos propagar em nome de um Mundo Novo com uma Nova Humanidade que não deve seguir mais os mesmos erros e desregramentos desta velha Sociedade. Jamais haverá Paz na Terra e harmonia nos corações enquanto estivermos em guerra com a Natureza e fazermos correr rios de sangue todos os dias com a chacina de milhões de seres vivos que fazem subir aos céus o seu grito silencioso contra o homem que se tornou a pior espécie de criaturas do Planeta que degenerou há muito de sua verdadeira condição e sofre por isso tantas formas de condenação. O Câncer, as doenças cardiovasculares, o Alzheimer, e tantas outras, resultam duma famigerada forma de alimentação que o homem está fazendo matando e devorando cada vez mais cadáveres de animais e ter vícios perniciosos como o álcool, drogas, tabaco e tudo o mais.

    Quem quiser entender entenda, mas volto a dizer, cara amiga e srª Drª Márcia, que "Quem não é pelo Conhecimento, é pelo sofrimento"... e este é sempre pedagógico para quem não quer aprender pelo amor e só aprende pela dor.

    Para terminar, só mais um pequeno pormenor sobre os sucos gástricos e a presença de ácido clorídrico no estômago para digestão da carne como vc refere, pois é isso preciamente que origina as úlceras e a hipercolidria de que resulta a famigerada 'azia', pela presença continuada de alimentos difíceis de digerir que forçam o organismo a produzir sucos gástricos corrosivos para o efeito.

    O cancro no estômago no meu país, originado pela célebre "helicobater pylori", é devido a uma bactéria que vive precisamente no meio ácido.

    Fica aqui mais esta informação.

    Pausa para reflexão!

    Rui Palmela

    ResponderEliminar
  6. Se o meu Amigo Palmela me informar, agradecia que me dissesse qual é o País Civilizado, porque não come carne ?
    Creio que sem esforço, diria que esse hipotético Paraíso , talvez cometa outros " crimes " ...

    Quanto ao Brasil e aos brasileiros , direi que amo o Brasil e seu povo. Basta conhecer !
    Sabia por exemplo que a Feira do Livro de Porto Alegre é a maior feira do Livro do Mundo ? ( Superior à de Frankfort, na Europa )
    E a sua Bienel, só tem paralelo com a de São Paulo ?
    Em 1998, nessa capital do Estado do Rio Grande do Sul, houve o Dia de Portugal, na feira supra referida . Este seu amigo chorou a ver declamar poesia portuguesa em 6 palcos diferentes e... havia churrasco .
    Deixaram de ser cultos e civilizados por comerem carne ?
    Falo só de Porto Alegre, porque é uma cidade fundada por Portugueses dos Açores e, onde apanhei " banhos de cultura " inolvidáveis .
    Poderão dizer que há ameríndios no Brasil, quase no estado puro da civilização, ao que aldosamente chamam estado selvagem. São Gente pura,isenta de pecado, muito mais isenta de que qualquer um de nós da era cibernética.
    Também os conheço e convivi com eles e, a única mancha de impuro que têm, são as cicatrizes físicas e civilicionais , dos "catequistas" ...

    Em conclusão e de forma brejeira e com o devido respeito a Deus e s Cristo, direi que, se Deus nos quizesse isento do "crime de ser carnívoro", aquando do Dilúvio, tinha dito a Noé " carrega só alfaces e repolhos e gente que não coma carne "
    Afinal Noé, carregou tudo !

    Um abraço,
    Joaquim Afonso

    ResponderEliminar
  7. Os que amam o Mundo e os Seres que nele habitam (humanos e não humanos) e o querem tornar melhor, entendem minhas palavras e não buscam explicações nem justificações de todo o género para erros e desregramentos humanos causadores de tantos males e sofrimentos.

    Continuarei sempre dando aqui as minhas opiniões sobre esta matéria, respeitando também as opiniões e livres opções de cada um não julgando ou condenando ninguém só pelo facto de comer carne.

    Quanto aos paises ditos civilizados onde se abatem tantos animais diariamente para uma alimentação contrária à nossa humana condição, lembro as palavras de Gandhi que dizia: "O grau de cultura e de civilização conhece-se pela forma como os homens se alimentam e tratam seus próprios animais"...

    Quanto ao amor pelo Brasil e pelo povo irmão, sempre o tive e com grande afeição. Amo aquele país sem nunca ter lá vivido nesta existência, e tenho muitas pessoas amigas daquele lado do Atlântico com quem falo no Messenger com muito carinho. Por isso, independentemente de lá comerem muita churrascada, isso não me faz sentir menos afeição pelos meus irmãos.

    Por fim, não acho que uma pessoa vegetariana seja melhor do que outra que come carne e vice-versa. Apenas uma está sendo mais civilizada por ter aprendido e evoluido num certo sentido, seguindo uma filosofia de vida mais de acordo com sua humana e verdadeira condição e outra não! De resto, fazem-me sentido por isso as palavras de David Thoreau que diz no seu livro "Walden" sobre a alimentação carnívora e a carnificina aos animais, o seguinte: «...será considerado um benfeitor da sua raça aquele que ensinar as pessoas a se restringirem a uma dieta sã, simples, inocente, benigna e coerente»...

    Para terminar, e referindo-me à questão dos animais da Arca de Noé, não sei onde o meu amigo Joaquim Afonso entendeu que salvar um casal de todas as espécias no tempo do Dilúvio era para depois serem chacinados e devorados pelos homens... Isto seria uma enorme contradição de um Deus que primeiro disse nos seus Mandamentos "NÃO MATARÁS!", tendo mesmo destinado uma alimentação vegetariana ao ser humano conforme se lê no Génesis da Criação (Cap. 1:29), e depois dá o dito por não dito e pede holocaustos e sacrifícios de animais como se fosse um ente sanguináreo dando mau exemplo ao homem que foi expulso do Paraíso precisamente por ter transgredido e desobedecido ás leis e mandamentos que asseguravam a Evolução e a Perfeição.

    Meus amigos, é preciso ser coerente e não inconsequente. Quem souber interpretar bem as minhas palavras talvez não se precipite em maus julgamentos sobre a minha pessoa.

    Com o meu abraço fraternal.

    Rui Palmela

    ResponderEliminar
  8. Amigo!
    Eu ja naõ como carne ,mais ou menos a 25 anos, e acho que aualquer ser humano,com um pouco de conciência tbm naõ o faria,mas apezar disto, existem os médicos que dizem ,que se naõ comermos carne ,ficaremos com s musculatura fraca,e na velhice ,fica ainda pior pq naõ teremos força muscular!
    Bem...prefiro naõ ter ,porem encontro ,proteina vegetal em muitas verduras,e sintome bastate saudavel.
    Quero deichar registrado que gostei muito das respostas dadas , que bom que pessoas como vc existem.
    Um grade e carinhoso abraço
    maria.
    Caxias do sul rio grade do sul brasil

    ResponderEliminar
  9. Rui Palmela30 janeiro, 2008

    Obrigado por tuas palavras, amiga Malu, irmã de alma lá do outro lado do Atlântico.

    Também não como carne há mais de 30anos e não me faz falta. Sinto-me de perfeita saúde. Tenho hoje 57 anos e confesso que me sinto muito melhor fisica e psiquicamente do que quando era mais jovem e comia de tudo. Aliás eu até tinha o complexo de ser magro e queria engordar à força tomando remédios e o médico me dizia que era minha constituição genética familiar.

    Hoje compreendo que o mais importante é viver de acordo com a nossa humana e verdadeira condição, não precisando de muitos músculos e sim cabeça, alma e coração, dando o melhor contributo ao Mundo para que seja melhor, com mais verdade e mais amor, onde todos vivamos em Paz respeitando a vida de todos os seres da Criação.

    Isto é mais importante do que ter músculos ou passar horas nos ginásios a exercitá-los como acontece com tanta gente que infelizmente ainda não entendeu que a verdadeira "Saúde Integral" (fisica-psiquica-mental-emocional-espiritual) se consegue vivendo de acordo com a nossa natureza divina, amando e respeitando todos os seres deste Mundo, tendo uma visão mais alargada da vida que devemos amar e respeitar e não a degradar como está acontecendo. Na verdade estamos a destruir a Obra de Deus por causa da comida, tendo degenerado há muito de nossa condição, e por isso devemos corrigir nossos erros e desregramentos inclusive os da Alimentação.

    Quem já tem uma certa visão destas coisas, não precisa de criar músculos mas sim inteligência e viver com coerência, coisa que infelizmente falta ainda a muitos médicos. Certo?

    Por isso, amiga Malú, deixa que eles falem e tenham sua opinião de que as pessoas devem comer carne e outras coisas que estão na origem de tantas doenças e sofrimentos desnecessários, pois eles precisam é disso mesmo para ter seus empregos garantidos... Talvez um dia aprendam algo mais do que sabem hoje!

    Um grande abraço do coração e obrigado por teu testemunho e participação.

    Rui Palmela

    ResponderEliminar
  10. A Organização Mundial de Saúde diz que 75% das doenças que apareceram na última década têm origem na carne que comemos.
    Um estudo do Instituto Ricardo Jorge revela que, por ano, 5.000 portugueses são internados com gastroenterites graves.
    Faz, por isso, sentido perguntar se será segura a carne que comemos!
    Esta é uma notícia SIC (05/12/2009)!

    ResponderEliminar
  11. O despertar da consciência... Algo tão complicado como virar o mundo do avesso! Adorei este post, tanta gente que devia ver isto! Que não fazem ideia da realidade. A carne não cai do ar! Para quem gosta de carne (que é o meu caso), tentem pelo menos diminuir, vão ver que se sentirão muito mais despertos, ágeis e activos (para fazerem tantas coisas :) ) Obrigada Rui

    ResponderEliminar
  12. Rui,

    Essa de: Se toda a humanidade fosse vegetariana era impossivel as guerras, tem muito que se lhe figa...

    HITLER ERA VEGETARIANO...

    Cristiano Costa

    ResponderEliminar
  13. Caro Criatiano,

    Já tive a oportunidade de esclarecer aqui que Hitler não era vegetariano como muita gente pensa actualmente e repete isso sem se esclarecer devidamente.

    O mito de que Hitler era ‘vegetariano’ surgiu quando alguns escritores defendiam essa idéia com base em escritos de Colin Spencer que faz alguma alusão a isso no seu livro “Heretic's Feast".
    Mas a verdade é que Hitler não era vegetariano como muitos firmam pretendendo dizer que ele afinal não era melhor ser humano por causa isso.

    Ele sofria sim muito de flatulência por ter enormes problemas estomacais crônicos devido a uma alimentação carnívora que fez durante anos e seus médicos pessoais o aconselharam então a fazer uma dieta vegetariana para tentar curá-lo. Ele seguiu esses conselhos durante algum tempo, porém em várias ocasiões se desviou da dieta indicada pelos médicos, como de resto muito bem sabia a sua cozinheira Dione Lucas que fazia muito macarrão recheado com carne picante coberta de molho de tomate que Hitler tanto apreciava.

    Além disso os biógrafos de Hitler, como Albert Speer, Robert Payne, John Toland, e outros, afirmam que ele tinha sim uma grande preferência por alimentos como salsichas e presunto e outras carnes defumadas.

    Fica aqui pois este esclarecimento para que possas contrapor com os que dizem que Hitler era "vegetariano".

    Rui Palmela

    ResponderEliminar
  14. Que disse que Hitler era vegetariano foi Divaldo Franco, um grande espiritualista do Mundo...

    Paz,

    Cristiano Costa

    ResponderEliminar
  15. Sim, até pode ser, mas continuo defendendo e adreditando na tese de que Hitler não era vegetariano só pelo facto de ter feito nalgum periodo de sua vida uma "dieta vegetariana" que seus médicos aconselharam por causa dos seus problemas de saúde.

    Um vegetariano (no verdadeiro sentido do termo) será sempre um ser pacífico respeitador da vida na Terra e jamais se tornaria um louco carniceiro responsável por milhões de mortes no Inferno do Holocausto. Creio sim, que ele está 'ardendo' no "Lago de Fogo e Enxofre" (entende como quiseres estas palavras) sofrendo os horrores que causou a muita gente.

    Quanto à razão de não se comer carne, é evidente que isso só por si não torna ninguém mais santo e perfeito mas certamente toda a gente beneficiaria com isso, tão somente eliminasse por completo de sua alimentação os animais sacrificados e esquartejados para servir de refeição.

    ResponderEliminar
  16. No pouco tempo que passo no computador, na busca de informações de varias naturezas, como o descobrimento de um planeta com caracteristicas iguais ao nosso à existencia de seres humanos vivendo em subterranios desenvolvendo condições psicológicas superiores.Me prendeu a atenção o assunto em questão.Tenho 40 anos, comia até aqui de tudo, sem critério e sem remorso, sofro a alguns anos de úlcera estomacal e depois desta discussão (saudavel),vc meu amigo Rui Palmela(me permita o amigo) me convenceu a não mais comer carne, suas respostas foram coerentes, incisivas, razoaveis e provaram o que vc vive.Não sou dr. e nem o precisa ser, para observar que os defensores em continuar comendo carne não se atentaram ou ignoraram à matança desses animais e o mais grave não perceberam, que lhe deram munição para me convencer quando de suas respostas, em que foram mais agressivos e inconclusivos e com todo respeito as opiniões,(agradeço inclusive a oportunidade)Hitler não tem classificação na cadeia animal, por suas atrocidades e seus deserviços à humanidade.

    ResponderEliminar
  17. PELO QUE ESTOU LENDO ....SITAM VERSICULOS DA BIBLIA ISOLADAMENTE E ISTO DEMONSTRA NAO ENTENDER NADA DELA.
    JA QUE A BIBLIA FOI CITADA COMO FONTE DE APOIO GOSTARIA DE EMITIR MINHA OPINIAO.
    SOU FAVORAVEL A ALIMENTACAO VEGETARIANA SIM ...MAS SOU CONTRA ALGUEM FALAR DAQUILO QUE NAO ENTENDE E ACHAR QUE SOMENTE SUAS IDEIAS SAO CORRETAS.
    NO CASO DE CITAR TRECHOS SEM CONSIDERAR O CONTEXTO.
    SE LER MAIS A BIBLIA ...VEREMOS QUE A ORDEM DE DEUS APOS O DILUVIO GENESIS 9:1-3...FOI TAMBEM SE ALIMENTAR DOS ANIMAIS.
    DURANTE TODO O VELHO TESTAMENTO...DESDE GENESIS .....NO CASO DO SACRIFICIO QUE ABEL OFERECEU A DEUS ( UM CORDEIRO) ....SEMPRE FOI ACEITO POR DEUS ...COMO SIMBOLISMO DO VERDADEIRO SACRIFICIO DE CRISTO ( O VERDADEIRO CORDEIRO DE DEUS ) PARA SALVACAO DE TODO AQUELE QUE SE ARREPENDER DOS SEUS PECADOS E ACEITAR O PAGAMENTO DELES PELA MORTE DE CRISTO.
    ENTAO ...NAO DEVEMOS ACHAR OUTRAS FORMAS DO SER HUMANO SE REDIMIR...SE RECUPERAR...SE APERFEICOAR......ISTO E MUITO PERIGOSO..
    DE UMA OLHADINHA NESTE TRECHO A SEGUIR
    " Tende cuidado para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo e não segundo Cristo;
    Colossenses 2:8"
    AGORA DE MAIS UMA OLHADINHA NOS TRECHOS GEN.9:3, DEUT.14:6 , GEN.1:28 GEN 8:17
    EM MAT. 15:20 VERA QUE O QUE CONTAMINA O HOMEM NAO E O QUE ENTRA PELA BOCA...MAS O QUE SAI ...POIS VEM DO SEU INTERIOR.
    O QUE TEMOS QUE FAZER E TRANSFORMAR NOSSO INTERIOR...E TERMOS VIDA ABUNDANTE (TODOS OS SENTIDOS)
    E ISTO SO PODEREMOS TER ATRAVES DA ORIENTACAO NA PALAVRA DE DEUS. ( NASCER DE NOVO)
    NA BIBLIA TAMBEM VERIFICARA ...QUE O QUE O OBJETIVO DE CRISTO FOI DE TRAZER DE VOLTA O HOMEM A DEUS...ESTA E A UNICA FORMA DAS COISAS TORNAREM MELHOR.
    TORNAREMOS MELHOR FISICAMENTE, INTELECTUALMENTE E ESPIRITUALMENTE.. RESPEITAREMOS E AMAREMOS O PROXIMO, OS ANIMAIS, A NATUREZA, E TEREMOS VIDA ABUNDANTE....
    EM TODOS OS SENTIDOS.

    OBRIGADO PELA OPORTUNIDADE
    ANTONIO CARLOS

    ResponderEliminar
  18. Seu blog é ótimo!
    Estou lendo vários artigos e são sempre de grande valor a todos que buscamos um mundo melhor.
    Eu graças a Deus parei de comer carne.
    Estou me sentindo muito bem.
    Mais leve e sem culpa.
    Eu amo os animais.
    Obrigada.

    ResponderEliminar
  19. Olá Momô, querida amiga!

    Obrigado pelo apreço e participação no meu Blog.

    Na verdade é como dizes, uma alimentação isenta de carnes só faz sentir bem e mais leveza de espírito. Claro que necessitamos de proteinas mas essas encontramos de melhor qualidade no reino vegetal e não animal. O caso da soja, do seitan, das legumiosas e oleaginosas, eventualmente peixe, será sempre a melhor opção.

    Aproveito para te desejar as melhores felicidades como bailarina e professora de dança tal como vi em teu perfil no Blog que visitei e gostei do que vi pela beleza e graciosidade da dança oriental.

    Um beijo e abaço do coração,

    Rui Palmela

    ResponderEliminar
  20. Não concordo minimamente, e acredito que o risco de uma alimentação puramente à base de vegetais não vale a pena o risco para a saúde.
    Diz, e muito bem, e que a carne que hoje comemos contem elementos que prejudicam a saúde, mas qual é o sentido de ter de completar uma alimentação à base de vegetais com produtos farmacêuticos que substituem vitaminas, minerais, protainas (etc) que conseguimos facilmente através da ingestão de carne?
    Sou omnivera convicta, e acredito que uma boa saúde vem de uma alimentação equilibrada, e para isso devo comer ambas as coisas.
    Como gosto de dizer: "Tudo o que é em exagero faz mal"
    Se a malta passa o dia a comer bifanas, é óbvio que vai parar ao hospital com problemas de saúde muito sérios, mas se passa o dia a comer vegetais, também não vai ter um fim diferente.
    Além do mais, a comida que acompanha a dieta vegetariana é bem mais processada que a restante, e como todos sabemos, tudo o que tenha muitas linhas de ingredientes impronunciaveis, não faz bem à saúde.
    Não devemos generalizar as coisas.
    É verdade que a os animais não passam um momento fácil no matador, mas nunca ninguém disse que morrer é fácil.
    Temos essa opção, ou então podemos criar os nossos próprios animais e matá-los, o que não é muito prático.
    A verdade também, é que comer carne levo-nos ao ponto em que estamos hoje, se não fosse a energia proporcionada por um naco de carne grelhado há alguns milhões de anos atrás, que nos proporcionou energia para correr atrás de animais durante km e construir cidades... não estávamos a escrever coisas na net.

    ResponderEliminar
  21. Lily,

    Li com muita atenção seu comentário e confesso que achei muito fracos seus argumentos para justificar o consumo de carne ainda na alimentação humana.

    Na verdade, tal como você diz que é uma "omnivora" convicta, eu sou um vegetariano convicto há mais de 30 anos e posso dizer-lhe com conhecimento de causa que além de mais saudável esta alimentação dá maior sensibilidade e visão do mundo que queremos tornar melhor, com mais verdade e mais amor.

    Já pensei como você quando gostava de comer bifanas e todo o género de pedaços de cadáveres de animais que infelizmente somos induzidos a consumir logo desde a infância e nos habituamos a isso, mas avancei e progredi no conhecimento que me deu outro sentido na vida e hoje faço meu dever de passar a mensagem aos meus semelhantes, independentemente de concordarem ou não comigo.

    Aliás, é irrelevante a Lily acreditar ou não no que digo ou nem mesmo considerar os pensamentos de grandes génios da Humanidade como aqueles que referi no meu texto acima que falam da alimentação vegetariana como a mais adequada ao ser humano, não só em termos de saude e longevidade como principios éticos em sua Evolução. Pode crer que, tal como dizia Leon Tolstoi (autor do Livro Guerra e Paz) "Se toda a Humanidade fosse vegetariana eram impossiveis as guerras"...

    Talvez você não entenda que a própria violência no mundo está intimamente associada e uma alimentação carnívora entre outras coisas que alteram o comportamento e raciocínio humano. Há estudos feitos nesse sentido e por isso aconselho uma leitura do meu artigo A ALIMENTAÇÃO E A VIOLÊNCIA, publicado neste mesmo Blog.

    Por fim, achei interessante seu argumento no final de seu comentário dizendo que "comer carne levou-nos ao ponto em que estamos hoje, se não fosse a energia proporcionada por um naco de carne grelhado há alguns milhões de anos atrás que nos proporcionou energia para correr atrás de animais durante km e construir cidades... não estávamos a escrever coisas na net"...

    Eu diria antes que nem teriamos sequer chegado a este ponto se tivessemos vivido mais de acordo com a nossa humana e verdadeira condição e não estariamos hoje sofrendo as consequências duma degenerada forma de alimentação que está na origem dos males e sofrimentos no Mundo que está precisando agora duma grande Transformação ou RENOVAÇÃO.

    Pausa para reflexão!

    Rui Palmela

    ResponderEliminar
  22. Olá Rui,
    Quero lhe parabenizar pelo blog e dizer o quanto me deixa feliz que existam pessoas como você, na luta por esclarecer e guiar os homens desse planeta que ainda tem tanto que evoluir moralmente. Quero lhe dizer que me tornei vegetariano a poucos dias, depois que li um livreto intitulado "Paz e Amor, Bichos!", publicado por pessoas que também lutam por um mundo melhor, sem a judiaria que infelizmente acontece todo dia com os animais. Ontem não conseguia parar de chorar após ver um vídeo de abates num matadouro, acho que foi o vídeo mais cruel que já assisti. Estou disposto a ajudar como puder para acabar com essa barbárie. Sei que vai demorar, mas tenho certeza que um dia isso vai acabar. Talvez não veja isso nessa encarnação, mas numa outra quem sabe, num mundo já mais evoluído,mais ético, com animais e homens vivendo em completa harmonia..
    Obrigado Rui, que Deus ti ilumine sempre na sua missão de conduzir as pessoas para um mundo melhor, abraço!

    Miguel, Arroio Grande,RS, Brasil

    ResponderEliminar
  23. Grato, meu amigo Miguel, fico feliz também por saber que há ainda verdadeiros seres humanos neste planeta que respeitam a vida de outros seres ditos irracionais que evoluem tal como nós e que milhões de pessoas acham que foram feitos para nossa alimentação. Ledo engano! Não somos seres carnívoros nem 'omnivoros' e sim vegetarianos que deviam respeitar mais sua própria natureza biológica e viver de acordo com sua humana e verdadeira condição. Como isso não acontece o mundo está como sabemos cheio de loucuras, violência e tantas formas de Degradação.

    Um Abraço fraternal.

    RP

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Humildade vc apenas acredita na sua verdade , pensa qe sabe de tudo pelo visto !

      Eliminar
  24. Caro "anónimo", acredito na Verdade que liberta do erro e da ignorância em que vivemos e pode crer que ela não é minha nem de ninguém e sim de todos os que a procuram de mente aberta e coração sincero. Só dessa forma se encontra a Verdade e o Conhecimento necessário para vivermos mais de acordo com a nossa humana condição. Infelizmente isso não tem sucedido ao longo de milhares de anos e a história da Humanidade é negra, com tantas guerras fratricidas, em que os povos mais violentos foram sempre consumidores de carne (veja-se o exemplo dos Bárbaros) e hoje se multiplicou o número de animais sacrificados barbaramente todos os dias para uma errada forma de alimentação. Por isso a Humanidade está sofrendo (cada vez mais) o reflexo de tanta DEGENERAÇÃO. Nada acontece por acaso...

    Pausa para reflexão!

    RP

    ResponderEliminar
  25. Caro Rui Palmela,
    Gosto muito dos seus blogs que começo a acompanhar.
    Deixei de comer carne há uns anos por motivos éticos e morais, pelos animais. Não suporto que sejam violentamente mortos para nos sevir de alimento. Sempre tive animais de companhia, cães e gatos, vejo e sinto-lhes a alma e as emoções assim como também ao olhar para os olhos de um porco, de uma vaca, ovelha, etc. também lhes vejo a alma. Foi a melhor opção que fiz na vida e continuamente trabalho para ser uma pessoa mais pacífica mas entristeço-me e revolto-me com as crueldades a que são expostos, todos eles.
    Tenho amigos que sabem o que se passa com os animais para consumo humano mas já me disseram diretamente com a maior calma da vida que vão continuar a comer carne porque sim. Não vale a pena insistir com pessoas assim, a vida encarrega-se.
    Abraço, Elisabete

    ResponderEliminar
  26. Olá Elisabete,

    Fico feliz por saber que vc é mais uma pessoa sensata e inteligente que deixou de consumir carne ou cadáveres de animais que muita gente ainda persiste em comer por vício ou porque sim apesar de já se ter a consciência de que é errado e muitos ainda preferem assim.

    É isso que vc diz, querida amiga, a vida encarrega-se...

    Um abraço do coração.

    Rui

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "A consciência estava sobre ele, antes que ele pudesse sair do caminho."
      - Kingsley Amis Obrigada Sr.Rui por suas magnificas respostas ,sabedoria dos grandes mestres . liege

      Eliminar
  27. apelo a emoção tentando fazer a pessoa se sentir culpado por comer carne

    se for por isso ninguém deveria comer alface também,já que é o cadáver de um vegetal

    se não houvesse um predador,os animais que o ser humano come nem existiria

    eu gostaria de saber como essas pesquisas são feitas,eles vão na rua perguntando as pessoas se elas comem carne ou não e depois de quanto tempo,eles verificam se a pessoa continua não comendo carne

    até parece que o vegetariano não tem doenças

    lei da vida,o ser humano é onívoro e os animais onívoros se também de carne,a lei está sendo cumprida

    é impossível o ser humano viver sem matar um animal,os animais são mortos tanto na pecuária,quanto na agricultura

    ResponderEliminar
  28. Caro “anónimo”,

    Percebo bem as suas justificações tentando não se sentir culpado por consumir carne. Também já fiz o mesmo quando comia esse alimento que deixei de consumir há muito tempo. Porém hoje já tenho outra consciência e minha própria experiência de que não é necessário comer carne para viver como nos querem fazer crer os médicos oficiais que servem os grande interesses da industria da morte e do abate de animais.

    Felizmente já existem milhões de pessoas vegetarianas nos tempos actuais que optaram por não consumir mais cadáveres de animais e sim todo o género de ‘cadáveres’ vegetais como vc chama a uma alface, tomate, agrião, bróculos, feijão, etc., comparando tudo isso a um porco ou uma vaca.

    Enfim, um dia talvez perceba que deve deixar de consumir retalhos sangrentos de animais e passar a consumir apenas alimentos vegetais. Esses sim foram aqueles indicados logo desde o princípio para nossa alimentação e não os seres vivos que respiram e sofrem tal como nós que fazem o percurso de sua própria evolução. Também somos animais, ditos ‘racionais’, que apesar de não sermos carnívoros consumimos mais carne do que todos os predadores juntos da Natureza desde tempos ancestrais. Por essa razão nos tornámos nos piores seres da Criação. Duvida disso?

    Creio que um dia perceberá que as pessoas consumidoras de carne estão contribuindo também para aumentar a poluição ambiental pelo abate diário de tantos animais que são criados para esse fim e depois desventrados e esquartejados numa industria de morte e putrefação que não se verifica noutro tipo de produtos para nossa alimentação. É o próprio Chefe do IPPC da ONU que explica esse facto nas suas palestras sobre alimentação apelando para que se reduza o consumo de carne neste século de civilização.

    E pronto, caro amigo, se acha que deve continuar a comer carne continue, é livre de o fazer, mas não arranje falsas justificações ou explicações sem sentido.

    Grato pela sua participação.

    Rui M. Palmela

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. de que lugar você tirou a informação que existe milhões de vegetarianos no mundo?

      os amimais não humanos não sofrem como o ser humano por um motivo o cérebro deles é diferente e você já ouviu falar em abate sem dor,que tem como objetivo diminuir o máximo o sofrimento do animal durante o abate e na natureza os animais morrem de formas bastante cruéis alguns começam a ser comidos ainda vivos

      nós não somos carnívoros,nós somos onívoros,nós somos a espécie animal em maior número no planeta por isso consumimos bastante carne,se algum outro animal tivesse chegado ao nível que nós chegamos provavelmente vária a mesma coisa,a natureza não é algo bonitinho,aonde os animais vivem em harmonia,como mostra os desenhos animados,a natureza é um ambiente hostil no qual apenas os animais mais fortes sobrevivem

      é só fiscalizar as empresas que abatem animais para que elas não poluam o meio ambiente e fiscalizar de onde vem a carne que se come,fazendo isso a poluição vai acabar

      você deveria parar de comer alimentos de origem vegetal que as plantas são mortas depois da colheita,como alface,arroz,feijão,milho,açúcar e coisas do tipo,assim você não estaria contribuindo para a industria da morte vegetal,assim como você não contribui para a industria da morte animal,mas se você parasse de comer esse alimentos provavelmente morreria por falta de nutrientes


      pelo menos os animais tem uma idade certa para morrer no abatedouro,na natureza eles poderiam morrer logo depois que nascesse,na natureza,os animais não morrem de velhice

      os animais pequenos como insetos também são mortos durante a produção de alimentos de origem vegetal,pelos inseticidas e pelos tratores durante a colheita,se você quisesse evitar que o mínimo possível de animais forem mortos,você deveria parar de comer alimentos de origem vegetal e não animal

      a não ser que você defenda a vida apenas de animais "bonitinhos"

      poste a fonte do que você fala do contrário,eu não dá para verificar se é verdade ou não,sendo assim,eu não posso acreditar que elas sejam verdadeiras

      falsas justificativas tem as pessoas que decidem parar de comer carne,eu nunca encontrei nenhum argumento que fosse válido contra o consumo de carne

      Eliminar
  29. O número de pessoas vegetarianas no mundo aumentou na última década, caro "Anónimo", por muito que isso lhe custe aceitar ou acreditar. O Brasil é o 2º país onde mais vegetarianos existem e seu número era de 17,500 milhões em 2011 segundo o IBOPE.

    As razões para muita gente deixar de consumir carne e fazer uma dieta mais saudável é cada vez mais uma opção dos que conhecem os malefícios desse alimento que jamais deveria fazer parte de nossa alimentação e só os interesses económicos dos governos mantêm ainda esse produto como tantos outros nocivos à saúde mas que são consumidos diariamente pela maioria da população.

    Em pais de cegos quem tem um olho é rei e só os que buscam o conhecimento da verdade encontram e mudam sua mentalidade passando a ter uma outra visão do mundo onde nos tornámos a pior espécie que degenerou há muito de sua verdadeira condição e sofre o reflexo de seus males (guerras, doenças, violência, etc) devido a uma errada forma de alimentação porque "Somos o que comemos e bebemos", dizia Hipócrates (O Pai da Medicina) sendo certo que "o alimento é vida em movimento e seu tipo específico determina ou influi no nosso comportamento". Nisto é certo o o que dizia Albert Einstein, o grande cientista e humanista do século XX, que afirmava convictamente:

    «A maneira vegetariana de viver, por seu efeito puramente físico no temperamento humano, exerceria uma influência benéfica sobre toda a Humanidade»...

    De facto é a própria Organização Mundial de Saúde que desaconselha cada vez mais o consumo de carne e aconselha o regresso à "Dieta Mediterrânica" onde o peixe é melhor opção visto que as doenças cardiovasculares, a arteriosclerose, o cancer, e até o Alzheimer, entre outras, está relacionado com o consumo de carne e seus derivados, aumentando o número de vítimas nos paises onde mais se consome esse alimento que também é o que mais contribui para a poluição do meio ambiente e gasto de energia pela sua produção e conservação. De resto, é o próprio Chefe do IPCC da ONU, Dr. Rajenda Pachauri, que faz apelo ao não consumo de carne e explica porquê nos seus discursos e cimeiras do meio ambiente.

    Enfim, caro "anónimo" seria bom que vc se informasse melhor sobre o assunto e mudasse hábitos de consumo para fazermos todos este mundo melhor, com mais verdade e mais amor. A matança diária de milhões de animais gera um karma terrivel na Humanidade Actual que será sempre pago na forma de guerras, doenças e violência, visto que os humanos ainda não evoluiram o suficiente e aprenderão pela dor aquilo que não aprendem pela verdade e pelo amor. As leis de consequência de Causa e Efeito trarão sempre de volta ao homem o mal que engendra com sua forma de civilização e as doenças que origina com sua forma de alimentação.

    Mas percebo que muitos comedores de carne não abdicam facilmente desse alimento tal como o tabagista não deixa o cigarro nem o alcoólico o copo vinho. A zoofagia (vício de comer carne) é um desvio psíquico ou desvirtuação do gosto e do paladar dos seres humanos que precisam aprender de novo a comer e sentir mais prazer no alimento vegetal do que dos retalhos sangrentos do cadáver do animal.


    ResponderEliminar
  30. Boa noite Rui,

    Tenho 23 anos e me tornei vegetariano há 4 meses. Ainda tenho consumido ovos cozidos caipira da minha casa, eliminei também o leite e seus derivados, pois leite de vaca é para bezerro.

    http://www.youtube.com/watch?v=NYOeGQY0p98

    Já vi alguns vídeos muito esclarecedores sobre o vegetarianismo e saúde. Se me permitir seguem alguns que me ajudaram a compreender um pouco mais sobre esse assunto:


    http://www.youtube.com/watch?v=IRr-8SvG6aU

    http://www.youtube.com/watch?v=PVSRwDHEYp4

    http://www.youtube.com/watch?v=UYDOeahAhtY

    http://www.youtube.com/watch?v=bsPHTemgYYY

    http://www.youtube.com/watch?v=u7LBPHtOBnk

    http://www.youtube.com/watch?v=b3X4KkF3R18

    http://www.youtube.com/watch?v=_ExIUXD32dk

    Li alguns comentários seus acima e embora eles tenham um profundo embasamento científico e moral é algo bem difícil tentar abrir os olhos das pessoas diante de um costume tão arraigado em nossa sociedade, eu sei , pois eu também era assim.

    Eu sempre gostei de animais e das plantas, mas tornar-se vegetariano é o primeiro passo ao meu ver para restabelecermos o verdadeiro respeito pela natureza.

    Tenho poucas restrições alimentares, ou seja, como de tudo, por isso para mim não foi tão difícil, na verdade eliminar o leite e o queijo foi mais difícil, pois o queijo libera morfina.

    Muito Obrigado pelas sábias palavras e gostaria de lhe pedir que se tiver artigos, livros ou vídeos para me indicar por favor envie para meu e-mail augusto.gomes7@hotmail.com.


    Att.,

    Augusto César.



    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails