domingo, 14 de Outubro de 2007

A IGREJA E A MAÇONARIA



Muito se fala da Maçonaria como uma Ordem Secreta cujas origens remontam aos tempos antigos embora só no século XVII se tenha tornado conhecida como Ordem instituida,  Especulativa, simbólica com base nos Mistérios da Tradição do Antigo Egipto e mesmo do tempo do Rei Salomão.

Os antigos Construtores de Templos, pode-se dizê-lo, eram maçons obreiros ou operários na Arte Real conhecedores de toda a simbologia que neles existem e deixavam ali gravados na pedra esculpida seus significados esotéricos ou espirituais. Aliás, a própria Igreja Católica tem muitos símbolos maçonicos entre os quais o “Delta Luminoso” ou o Triângulo dentro do Sol que significa a Vida, a Luz e o “Olho que tudo Vê”.  Normalmente está situado na parte mais alta sobre os altares.

O que acho estranho é haver uma grande rivalidade entre a Igreja Católica e a Maçonaria apesar de ambas defenderem os mesmos ideais de Fraternidade, Irmandade, Justiça, Liberdade, Igualdade, terem como base a crença num Deus Criador do Universo (que a Maçonaria chama de o Grande Arquitecto) e haver tanta divisão entre a Maçonaria e a Religião, havendo mesmo a “Opus Dei” que é uma instituição da Igreja Católica que se rodeou também de algum secretismo semelhante ao da Maçonaria com membros de todos os quadrantes que visam defender a Igreja de seus ‘inimigos’, tal como a ‘Carbonária’ era uma  organização secreta revolucionária (que reunia monarquistas e republicanos) que se fazia notar por um  certo anti-clericalismo e actuou em toda a Itália, Espanha, França e Portugal. A organização tinha grandes afinidades ideológicas com a Maçonaria e combatia a intolerância religiosa e o absolutismo no século 19 e por isso esteve aliada a ela em certos momentos, havendo mesmo elementos que pertenciam às duas organizações. Talvez daqui tenha partido muitas ligações menos próprias que 'contaminou' a Maçonaria por dentro e esta perdeu muito do seu real e verdadeiro papel de ordem espiritual pela má influência dos que nela se introduziram com outros propósitos politicos e ideológicos que se repercutem ainda no século actual.  

Doutro modo, penso que a dissenção ou desamor entre Igreja e a Maçonaria talvez tenha partido do corte de relações que houve  no reinado de Henrique VIII, em 1534, tendo depois regressado de novo à Igreja Católica no reinado de D.Maria I e separar-se de vez com a Excomunhão da Raínha Isabel I de Inglaterra, recebendo ainda uma influência doutrinária do Calvinismo, mas retendo a liturgia e organização católica no seu seio, embora hoje se divida em Maçonaria Regular e Irregular, uma Operativa e outra Especulativa. Entre ambas há uma enorme diferença.

Mas voltando à questão do desamor que existe entre a Igreja e a Maçonaria, tudo teve a ver talvez com um acontecimento no passado por causa de uma perseguição que se fez aos Templários no tempo de Filipe IV, o Belo, que pretendia ser Maçon mas foi rejeitado e este por vingança influenciou o próprio Papa Clemente V (um désposta) que cedendo à pressão do Monarca francês (que tinha certas ambições desmedidas e estava endividado até aos ossos), deu aval  para que se perseguisse e matasse todos os Templários que possuiam muitos tesouros e foram traiçoeiramente apanhados numa festa preparada pelo rei num fatídico dia 13 de Outubro de 1307, uma 6ª feira, de que nasceria daqui a ideia do ‘dia do azar’, tendo muitos fugido para Portugal onde encontraram a protecção de D. Dinis que mudou seus nomes para Cavaleiros de Cristo.  Porém persistiria a mesma ideia de perseguição por parte da Inquisição que ligava os Templários à Maçonaria e ainda hoje alimentam esse desamor que desde há muito existia.  

Seria bom haver algum conhecimento e falar-se destas e outras coisas ocultas para não se continuasse a alimentar ódios e rancores entre a Igreja e a Maçonaria, ambas tendo os mesmos ideais por um Mundo melhor, mas vivendo ainda em ódio e dissenção, em vez de amor.

Fica aqui esta minha dissertação,

Pausa para reflexão!

Rui Palmela


5 comentários:

  1. vc como outros deve ser um evoltado contra a santa igreja de Deus,deve querer ter a liberdade como os prprios maçons vem trazer e aí se bate com a verdade da igreja.desculpa,tudo me é permitido mas nem tudo me convem

    ResponderEliminar
  2. Rui Palmela02 Janeiro, 2009

    Caro "anónimo", confesso que não entendi seu comentário sobre meu texto no qual exprimi alguns conhecimentos históricos e argumentei com meus próprios pontos de vista, assumindo aquilo que escrevo assinando por baixo.

    Gostaria que vc explicasse melhor o que pretendeu dizer sobre meu assunto, pois na verdade até sou católico (no sentido universal, crente em Deus e na mensagem e verdade de Cristo, por isso me considero cristão e nada tenho contra a Religião (de Roma ou outra).

    Como livre pensador digo que não pertenço a nenhuma Igreja mas respeito todas de igual modo desde que transmitam verdades e conhecimentos que dignifiquem o homem e o elevem à sua verdadeira dimensão pelo caminho da Paz e do Amor, ensinando as pessoas também a respeitarem a vida de todos os seres da Criação.

    Pouco importa que sejam maçons, católicos/romanos, testemunhas de Jeová, Adventistas, budistas, muçulmanos, etc., pois na verdade Todos Somos Um e uma só Humanidade que devia viver em Paz e Irmandade. Certo?


    Rui Palmela

    ResponderEliminar
  3. Olá sou feliz por fazer parte da ordem DeMolay, Mas sei que a igreja fala de santo mas ela não é santa se for-mos ver a historia dela que o papa dizia, para seus fieis que era precisso comprar um pedaço da cruz onde jesus foi crucificado para poder obter a salvação. Haja cruz para a humanidade. Olhem a histoeia da maçonaria em termo de brasil, voçes vam ver como ela é importante.

    ResponderEliminar
  4. Prezado senhor seu texto foi muito bom com certeza.Contudo como estudiosa do esoterismo e pesquisadora de fraternidades que existem pelo mundo, gostaria de chamar a atenção para algo interessante.
    Tanto a Maçonaria como a Igreja do Vaticano se sabe pelos estudiosos do ocultismo e esoterismo,que é uma Fraternidade ,e que a igreja é usada como fachada da Antiga Fraternidade Babilônica.Observe que ambas usam os simbolos da fraternidade Babilõnica.Tanto a igreja como a Maçonaria .E estes simbolos são do paganismo então. Em igrejas na Europa sobretudo vc poderá ver todos lá.Também os rituais da igreja e que são simbolicos são os mesmo rituais da fraternidade da Babilonia(claro de forma simbolica !)
    Tudo remonta ao Deus Mitra e também Nimrod .È o culto ao Sol nada mais.
    Enfim olhe os símbolos e vejam como as duas são a mesma coisa...!Jesus seria o Sol,como dizem que ele é na Biblia não? Assim é um culto ao Sol,e apenas um mito e a necessidade de criar um personagem pra disfarçar ,ou seja a mesma fraternidade usando outras fachadas Observe o chapéu do Papa !è o mesmo que os magos Babilônicos usavam. Assim eles dominaram o mundo, com o poder da religião prisão, sempre impondo o medo também .
    Observe a história verdadeira dos povos,das religiões e os simbolos na igreja e da Maçonaria.Tudo o mais veio do paganismo .Observe com um olhar atento!
    E lembre que a estória de Krishna é a estoria de Jesus, e que krishna existiu antes dos tempos de jesus.Portanto a estória de jesus,é apenas uma cópia de outra religião que é o Hinduismo e que toda influencia da mesma veio do Egito e Babilônia, atual Turquia.

    A questão da briga entre Igreja e Maçonaria naturalmente é que entre eles também existem aquele segmento que que mandar mais do que o outro e que acha no direito de ser mais genuíno do que outro é isto que percebo.
    Ingênuos são os que acha que o Vaticano é uma igreja Cristã com todos simbolos esotéricos que vemos nas contruções e que usam inclusive geometria sagrada esotérica,e inclusive o anel do papa , Observe o que é .
    O sol é sempre visto na Igreja também,e mesmo a imagem do Bode Baphomet na Igreja que se diz Cristã em Paris a Notre Dame vc observará.E muitas outros simbolos com 'a vinha' que o papa leva no cajado.O obelisco também.
    A própria cruz .Tudo isto é anterior ao cristianismo e vem das religiões pagãs, a religião que eles mesmo condenam .
    Se desejar entre em contato pelo email sandydobaralhocigano@hotmail.com e que tenho livros interessantes que vc gostará de ler e posso te enviar.
    Todos livros estão em sites para download .Hoje em dia não necessitamos mais nos iludir com estorinhas criadas por pessoas da antiguidade para comandar o povo ignorante da época.Religões prisões que usavam o medo para dominar a massa.A Biblia e sua linguagem simbolica inclusive não é para leigos,pois estes a interpretam ao pé da letra e sem conhecer o lado oculto; o verdadeiro significado.Só os iniciados entendem este livro de códigos.

    ResponderEliminar
  5. Obrigado pelo seu comentário e esclarecimentos acrescidos, amiga "anónima", pois é sempre salutar o conhecimento mais aprofundado que naturalmente está vedado aos leigos e só pode ser entendido por qualquer Iniciado.

    De resto, sabemos que qualquer Religião tem uma parte esotérica (acessível só aos seus lideres ou entendidos) e outra parte exotérica que pode ser falada aos aos 'fiéis' ou a toda a gente.

    Por fim, você tem razão quando diz que a Bíblia não é para leigos que interpretam ao 'pé da letra' muitos trechos simbólicos que acabam por gerar conflitos e confusão, fanatismo e obstinação. Aliás, foi mesmo Jesus que disse sobre isso que "a palavra mata, só o espirito vivifica"... e nem mesmo seus discípulos estavam preparados naquele tempo para conhecer a Verdade. De resto, ele chegou a dizer-lhes: "muito mais teria para vos dizer mas não estais preparados para suportá-lo agora, mas virá tempo...." em que tudo se virá a saber, porque "nada há em oculto que não se venha a conhecer".

    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails