sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

LEITE DE VACA, SIM OU NÃO?


A produção de leite de vaca em Portugal, neste periodo, caiu levando ao consequente aumento de preço que os consumidores reclamam depois por ser um "bem essencial" e os produtores justificam-se dizendo que sai caro produzir leite hoje em dia pelos custos inerentes à actividade.

Eu diria antes que seria um bem para a saúde pública se as pessoas deixassem de consumir leite de vaca e passassem a consumir leite de soja, pois está mais do que provado que este é mais saudável do que aquele e tem a vantagem de não ter substâncias nocivas (vacinas, hormonas, antibióticos, etc) que levam a vários problemas de saúde, principalmente nas crianças, além de que muita gente é alérgica á lactose.

Há muita desinformação a este respeito e tudo tem a ver mais com interesses económicos e não de saúde, tal como acontece com tantos outros produtos ou alimentos prejudiciais ao ser humano que no entanto são consumidos diariamente.

A verdade é que... "o leite de vaca é um alimento para bezerros, que contém uma gama ampla de substâncias inconvenientes ao organismo humano e o seu consumo prolongado tem mesmo um efeito comulativo prejudicial. Com 59 hormonas activas, vários alergénos, gordura e colesterol, a maior parte produzida mostra ainda quantidades mensuráveis de herbicidas, pesticidas, dioxinas (até 2.200 vezes o nível aceitável)", podendo mesmo conter substâncias radioactivas entre outras como o factor IGF-1 (Insulin-like Growth Factor One - Factor de Crescimento similar à Insulina) que é idêntico entre vacas e seres humanos. Segundo especialistas em Medicina, "o IGF-1 é um factor-chave na aceleração do crescimento e na proliferação dos cancros da mama, da próstata e do cólon". Também é sabido que os produtores incluem hormônios na alimentação das vacas leiteiras para elas darem 10 vezes mais leite do que seriam capazes (ficando muitas vezes a sangrar cheias de dor e sofrimento), tornando ainda mais prejudicial este 'alimento' que não é próprio para o homem.

Portanto, o leite de vaca talvez não seja afinal um "bem essencial" como parece, antes pelo contrário. De resto, até nos fizeram acreditar que se não bebermos muito leite não teremos cálcio suficiente para os ossos. Mas aqui também uma pergunta se coloca: onde é que as vacas arranjam cálcio para terem ossos tão grandes?

A resposta é simples: nas plantas!, pois são estas que fornecem boa quantidade de cálcio e magnésio, sendo este mineral fundamental para a absorção e fixação de cálcio no organismo. O cálcio do leite de vaca é basicamente inútil. Doutro modo não se compreende porque é que se passou a adicionar cálcio nas embalangens do leite de vaca...

Quanto às proteinas, é reconhecido o seu valor, pois o leite pode ser mesmo considerado "carne líquida" pelo seu alto conteúdo proteico, muito usado nos regimes lacto-vegetarianos. Porém, na alimentação vulgar em conjunto com outras proteínas (carne e peixe) tornam-se em excesso e podem provocar quebras de cálcio e vários problemas de saúde. Países que consomem dietas ricas em proteínas animais (carne, ovos, laticínios) têm as taxas mais altas de Osteoporose por alguma razão, sendo esta doença causada também pelo consumo excessivo de doces, pois é sabido que o açucar desvia o metabolismo do cálcio. Portanto, a Osteoporose não é só uma doença nas mulheres em idade da 'menopausa' mas é mais do que isso, e não adianta beber muito leite de vaca para combater este problema que acaba por se tornar noutro pelo consumo excessivo de cálcio que pode originar 'pedras' ou litiase renal.

A melhor solução seria pois passar a beber “leite de Soja” que deveria substituir gradualmente o leite de vaca, sendo que muitas familias já o fizeram e começaram a ter bons resultados não só a nível intestinal como da melhoria acentuada de problemas respiratórios em especial nas crianças asmáticas que deixaram de ter as habituais crises de falta de ar. Isto está provado!

Fica aqui mais esta dissertação sobre alimentação.

Pausa para reflexão!

Rui Palmela

25 comentários:

  1. Eu antes de ler o seu documentário tambem tinha a mesma ideia acerca de que o leite mais comum a venda nas lojas e 1 bem essencial para nos, mas depois de ler o seu documentário também estou de acordo sempre que ganhar o meu dinheiro e for as compras vou sempre ver se encontro leite de soja, antes de comprar o leite comum, obrigado.

    ResponderEliminar
  2. Rui Palmela28 janeiro, 2008

    Aproveito para informar, amigo Pedro, que há leite de soja de vários sabores (baunilha, banana, etc.) muito adoçados para torná-lo mais agradável ao paladar das pessoas que não gostarão muito no início do sabor do leite de soja natural. Por isso aconselho para misturares um pouco de um e outro para não ficar tão doce. Certo?

    Abraço.
    Rui Palmela

    ResponderEliminar
  3. Olá Rui descobri o seu blog por mero acaso e ainda bem que o fiz.
    Sou vegetariano há 2 anos e vegan há cerca de 2 meses e criei um blog sobre o tema no inicio do ano, pois espantava-me e continua a espantar-me a ignorância das pessoas sobre o tema e os pensamneto pré-concebidos sobre o que é "normal" ou não.
    É interessante ver como a prática corrente torna comportamentos e hábitos contra-natura em verdadeiros dogmas.
    Como nunca fui grande adepto de dogmas criei, conforme referi, um blog onde pudesse escrever o que penso e que felizmente descobri. Só lamento um facto...
    Não ter descoberto a realidade há mais tempo.
    Uma saudação especial e convido-o a visitar-me: http://redpillversusbluepill.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  4. Olá amigo Red Piil,

    Já visitei teu Blog e gostei do que vi, tendo deixado lá uma mensagem de apreço pelo teu trabalho.

    Na verdade é preciso mudar muitas coisas erradas nesta vida e tudo passa por cada um de nós que devemos fazer um mundo melhor, com mais verdade e mais amor.

    Neste espírito me fiz vegetariano há mais de 30 anos e minha experiência pessoal me permite falar com à vontade e autoridade sobre esta questão da alimentação.

    Um abraço fraternal.

    Rui Palmela

    ResponderEliminar
  5. Viva a todos:

    Agradeço, desde já, a oportunidade de ter descoberto este blogue, de o analisar e de aprender várias coisas que desconhecia.

    Como li este "post" do «leite de soja», resolvi colocar alguma da informação que li num outro blogue sobre Alimentação Natural [de onde podem ler mais a respeito do consumo de sementes (linhaça, sésamo/gergelim, etc), de pólen e de outras coisas], criado pela brasileira Vera Falcão, cujo nome é «Fora do Manual» http://foradomanual.blogspot.com/search/label/Alimenta%C3%A7%C3%A3o%20natural.

    Ando a pesquisar em várias fontes para saber mais sobre como posso mudar gradualmente a minha alimentação de forma saudável e, por considerar este assunto muito importante, resolvi partilhar esta informação convosco.

    (...)
    «Evitar o consumo do grão de SOJA (IDEAL)

    A maioria das pessoas que deixa de comer carne entra de cabeça no consumo da "carne de soja" e também troca o leite de vaca pelo leite de soja. Essa troca não é nada saudável e a melhor maneira de consumir a soja é na forma fermentada (missô e shoyu).

    Muita informação pode ser encontrada no tópico "Qual o verdadeiro valor da soja?", na minha comunidade do orkut FORA DO MANUAL, com artigos e reportagens sobre tal polêmica naturalista: é benéfico ou não o consumo de soja? Essa comunidade é a célula-mãe deste blog.
    http://www.orkut.com/CommMsgs.aspx?cmm=13117430&tid=2463155497930921284»
    (...)

    Para ler mais a respeito desta reportagem/estudo, «SOJA - A história não é bem assim», podem encontrar mais informação na página do Luís Guerreiro (http://alimentacaoviva.blogspot.com/2007/04/qual-o-verdadeiro-valor-da-soja.html)


    O mesmo blogue da Vera Falcão («Fora do Manual») aconselha a ingestão de «leites vegetais» que podem ser produzidos a partir de sementes de sésamo/gergelim (riquíssimas em cálcio), de linhaça, de arroz integral, etc.

    Não sou nenhuma perita em coisa alguma, apenas quero saber mais para juntar ao pouco que sei. Analisem e opinem por favor para que todos possamos comungar de mais conhecimento.

    Obrigada,

    Maria João Moreira.

    ResponderEliminar
  6. Rui Palmela16 junho, 2008

    Olá amiga Maria João Moreira,

    Começo por agradecer sua participação e comentário a este assunto no meu Blog.

    Assim, passo a dizer que existem várias opiniões sobre coisas que uns defendem e outros não. Aliás, costuma-se dizer que "onde houver duas cabeças haverá sempre duas sentenças"... e nisto nem os médicos da Medicina Convencional se entendem quanto ao tratamento a fazer a um mesmo doente que recorra a vários consultas no mesmo dia. Certo?

    O mesmo se passa com os nutricionistas, pois enquanto uns dizem que a carne e o peixe é inprescindível nas alimentação, dizem que outros não.

    Pelo meu lado, por exemplo, posso confirmar que não preciso de carne para me alimentar, pois há mais de 30 anos que não consumo esse alimento nem seus derivados e me sinto de perfeita saúde, havendo mais provas sim de que seja nociva ao ser humano, tal como leite de vaca é mais próprio para os bezerros e não para o homem. Certo?

    Eu consumia ainda leite de vaca até há uns 2 ou 3 anos atrás e deixei de fazê-lo completamente, passando a consumir bebida de soja que além de ter óptimo saber é muito mais saudável. Disso tenho a certeza, pois até mesmo as crianças têm obtido grande benefício no seu consumo por serem alérgicas ao leite de vaca, este sim grande causador de problemas de saúde. Conheço pessoalmente casos de crianças que sofriam de crises constantes de asma e falta de ar e deixar de os ter simplesmente desde que deixaram de consumir leite de vaca e os pais passaram a dar leite de soja a conselho dos médicos. Certo?

    Por isso, querida amiga Maria João, haverá sempre vozes discordantes em relação ao leite de soja como haverá em relação ao leite de vaca... como em relação à carne, etc.

    Cada um é que terá de comprovar por si mesmo quem está certo ou errado pela experiência que adquira ao fazer uma alimentação mais sã e natural. Eu falo por mim, pois há 30 anos que sou vegetariano e creio que esta será a alimentação do futuro.

    Um abraço fraternal

    Rui Palmela

    ResponderEliminar
  7. Não podemos ser radicais, nunca existiu uma civilização no mundo que tenha se alimentado exclusivamente de produtos de origem vegetal. Acredito que tenhamos que ter uma alimentação variada que inclui o leite, vegetais e outros produtos de origem vegetal. Se trocarmos nossa alimentação por soja, por exemplo, ficaríamos dependentes de multinacionais detentoras de sementes geneticamente modificadas, e ainda mais toda produção de soja é uma monocultura, ou seja gera empobrecimento no campo e acaba com florestas como a amazônia. A criação de gado se dá em lugares em que a soja não cresce, ficaríamos nas mãos de poucas pessoas. Agora um pouco de biologia: Somos quase idênticos aos chimpanzés, nosso intestino é praticamente igual a um porco, o que temos em comum com eles? Eles são onívoros precisam de alimentos de origem animal e vegetal. Muitos vão dizer, eu sou vegano e não preciso de produtos de origem animal... Está enganado nós precisamos de uma vitamina chamada b12 que se encontra em produtos de origem animal, alguns veganos precisam suplentar esta vitamina e o fazem às vezes sem mesmo saber que estão fazendo, pois alguns leites de soja são enriquecidos com ela. Esta onda vegetarianista em vez de nos libertar nos atrela a empresas multinacionais e contribui para a fome no mundo, pensem nisto. Obrigado

    ResponderEliminar
  8. Rui Palmela24 agosto, 2008

    Caro Carlos,

    Obrigado pelo seu comentário.

    Se você lê-se o artigo REPENSANDO O CONSUMO DE CARNE, talvez ficasse com uma ideia bem diferente daquela que tem sobre umas suposta dependência a multinacionais se a humanidade fosse vegetariana e utilizasse mais a soja em vez de leite animal e carnes de seus cadáveres que além de serem impróprios para uma alimentação humana saudável, contribuem para o agravamento da fome no mundo e problemas no meio ambiente.

    Quanto à vitamina B12 que você refere, eu pergunto: onde é que os animais herbívoros a vão buscar?

    Um abraço

    Rui Palmela

    ResponderEliminar
  9. Amigos, penso que nada, nenhuma necessidade humana, se ela houvesse, justificaria as atrocidades cometidas a cada segundo no mundo contra os indefesos animais.
    É imoral, antiético e desumano.
    Quase todos fomos criados com alimentos de origem animal, mas nunca soubemos quanto sofrimento este hábito causava àquelas criaturas. Muitas pessoas ainda não o sabem, por isso é importante que se informem a este respeito(a internet está repleta de material)
    Isto sem falar nas doenças oriundas destes produtos (excesso de gordura saturada, antibióticos, hormônios, pesticidas, etc.); na fome do mundo (pelo menos um terço dos grãos é desviado para a criação extensiva); na falta de água (litros e litros consumidos por cada animal); na contaminação do solo, dos açudes, rios e mares (pela quantidade absurda e inimaginável de dejetos produzidos, já que são trilhões de frangos e porcos e bilhões de bois e outros), e ainda graves problemas ecológicos, entre outros, o aumento considerável do buraco na camada de ozônio (causado pelo gás metano expelido nos gases dos bois e ovelhas).
    Enfim, ser vegetariano é uma condição que se impõe por todos os motivos e considerado todos os aspectos.
    É previsto por especialistas que dentro de 50 anos seremos todos vegetarianos, se não por opção, por imposição dos recursos que serão insuficientes para os 11 bilhões de humanos previstos no planeta ou no que sobrar dele.
    Existem milhões de pessoas no mundo que sofrem de anemia e outras deficiências (mesmo consumindo muita carne, leite e derivados) e que precisam repor esses elementos. Assim pode ser feito em relação à Vit. B12. Caso seja preciso vamos repô-la, mas temos muitas opções que a terra nos dá para nos nutrir adequadamente, como os cereais, grãos e sementes (noz, várias castanhas, tâmara, damasco, etc., ricos em B12), além das frutas, verduras e legumes.
    Assim sendo, não há nenhuma razão, muito menos justificativa para a humanidade continuar exercendo a crueldade, a tortura e o sofrimento inenarrável com os inocentes animais, sacrificados até para alimentar a vaidade e a indústria da moda.
    Amigos, vamos repensar nossos hábitos e atitutes.
    Vamos caminhar sobre a terra, a mãe terra, com respeito, compaixão e amorosidade para com tudo e todos.
    Abraços fraternos a todos.
    Márcia Falcão

    ResponderEliminar
  10. Oi,eu estava lendo o seu documentário, e lembrei de um video muito bacana que poderia complementa-lo...é só colocar no you tube forever living/intestino, ai vc vai ver o nosso intestino por dentro nao so quando consumimos leite de vaca mais muitos outras coisas que nos prejudicam....obgda

    ResponderEliminar
  11. Boas, parabens pela informação dada pelo teu artigo, sou licenciado em ciência alimentar e confirmo plenamente toda a informação que dás. é uma pena a publicidade ter um efeito de lavagem cerebral tão eficas na população, e o leite é de longe o unico exemplo de um produto consumido de forma impingida por publicidade que na realidade não é de todo benefico à alimentação humana. o leite não é mais do que uma invenção comercial, pelo menos nos dias de hoje. Tenham espirito critico e vejam menos televisão

    ResponderEliminar
  12. repare na natureza, os animais carnívoros caçam e alimentam-se de outros animais porque nem todos são vegetarianos e você acha isso pecaminoso? Deus criou assim a natureza, é cruel? Culpe Deus!! e não venha agora dizer que os animais que são carnívoros é por culpa do homem...seja racional!!!

    tudo isto para lhe dizer que o homem ,também, pode e deve usufruir dos animais, do leite e da carne , no entanto , não deve massacrar nem maltratar os animais com requintes de malvadez. Usar sim, mas sem abusar dessa dádiva de Deus; os animais.

    ResponderEliminar
  13. Caro "Anónimo",

    O único ser vivo que viola a sua condição natural e a Natureza é o homem.

    Deus fez as espécies e destinou a cada uma o seu próprio mantimento logo desde o nascimento, sendo o leite materno para o bébé humano e o leite de vaca para os bezerros. Certo?

    Todos os animais quando se tornam adultos deixam de mamar, apenas o homem continua a fazê-lo e mesmo assim tirando o leite a outras espécies. Isto é contra natura, tal como é contra natura ter-se tornado num carnívoro dos mais ávidos da Terra que mata e devora até às entranhas milhões de seres da Criação sacrificados e desventrados todos os dias para uma degenerada forma de alimentação.

    Por isso paga caro com a saúde que vai perdendo cada vez mais nos dias que correm até ter de mudar radicalmente (nem que seja pela força das circunstâncias) para uma alimentação sã, pura e natural, tal como tinha sido indicada desde o princípio para o homem, tal como se descreve no Génesis da Criação.

    Pausa para reflexão!

    ResponderEliminar
  14. leite, não,! carne, não ! peixe, não ! ovos, não !! como o senhor Doutor protege tanto os animais , deveriam ser abolidos iogurtes, bolos, e todos os derivados de carne , peixe, ovos e leite. passaríamos a comer como no Génesis da Criação , vegetais, pão e vinho.

    ResponderEliminar
  15. diogo cabral23 outubro, 2009

    olá!!

    li o artigo muito rapido e só por alto, visto que não estou com muito tempo, mas prometo voltar aqui e ler mais atentamente!

    sim, o consumo de leite de vaca é de facto nocivo não falemos em opções ou filosofias de vida, falemos de saúde!!

    o consumo de leite de vaca é mais uma invenção do mundo capitalista, as vacas produzem leite quando então grávidas, logo para existir uma rentabilização, são injectadas hormonas.....

    as úberes destas vacas são muito maiores, mais inchadas do que as úberes das vacas em gestação, são processos forçados, ha com muita frequencia processos inflamatórios, depois são injectados antibioticos..e acho que fica claro para todos, que o leite que por aí anda para além dos produtos quimicos injectados..contém também residuos da inflamação..isto é "pus"!!!


    .....

    li alguns comments onde falavam de equilibrio e extremismos....sim, se cada um tivesse uma vaca na varanda seria ideal...mas o equilibrio não está nas hormonas injectadas, nem nos quimicos todos...quem quer escapar a isso consegue..quem prefere acreditar que comer de tudo hoje em dia ajuda nas cadeias alimentares e no ecossitema..esta um bocadinho doido!! a maioria dos produtos alimentares comercializados hoje em dia não estão integrados em nenhum ecossistema (natural!)..

    e quanto ao leite de soja.também n-ao é o ideal...a soja vem do boom da modificação genetica e do capitalismo..para mesmo que as pessoas queiram fugir a este embuste..caiam novamente na rede do dominio das multinacionais!!

    abraço

    ResponderEliminar
  16. Pelo que descreve neste seu post fico com a impressão de que talvez já tenha lido o livrinho de "JANNET PLANT" A SUA VIDA NAS SUAS MÃOS, mas em inglês, que me retraio de escrever, por meu fraco conhecimento dessa língua. Será que me pode dar sua opinião sobre a situação que ela descreve?
    Desde essa altura que aboli de minha dieta quaisquer tipos de leite, que substitui pala bebida de soja, vulgo leite de soja. Mas não só, também procuro evitar ainda que não completamente por motivos óbvios (festas de família, etc.) mas que não sendo frequentes acho não causarem problema, todos os produtos coneccionados com leite. E sou-lhe muito franco, não sinto a menor falta deles.

    ResponderEliminar
  17. Para corrigir meu erro. JANE PLANT. Segue trecho de um artigo referente a ela.
    Pela professora Jane Plant - É a história da vida da professora Jane Plant, geoquímica e chefe científica do British Geological Survey — uma prestigiada instituição pública britânica que se dedica à investigação em matéria de Geologia — pode constituir um significativo exemplo para muitas mulheres, já que ela sobreviveu a 5 tumores mamários e às práticas médicas convencionais para tratar o câncer e fê-lo, segundo ela mesma afirma, de uma forma muito simples, eliminando todos os lácteos de sua dieta. A sua história é parecida à de muitas outras mulheres. Sentiu o mesmo pânico quando lhe diagnosticaram câncer de mama e confiada no bem saber e fazer dos oncólogos submeteu-se a uma mastectomía e à irradiação dos ovários porque lhe disseram que assim provocava-se a menopausa, suprimia-se a produção de estrogénio e se poderia curar o câncer. Mas tudo resultou falso. De fato o câncer reproduziu-se até 4 vezes. Sofri a amputação de uma mama, submeteram-me a radioterapia e a uma quimioterapia muito dolorosa.

    ResponderEliminar
  18. Incrível o que se lê sobre o consumo de leite de origem animal. São inúmeros os artigos científicos, não falo de wikipédia, blogs e sites pouco credíveis, mas sim de base de dados baseadas em revistas científicas que demonstram o quão errado vocês está.
    O consumo de leite é sim importante para a saúde humana, uma vez que além do elevado valor biológico de proteínas tem um equilíbrio fósforo-cálcio que promove a "fixação" do cálcio nos ossos. Poderemos obter a mesma quantidade de cálcio do leite com alimentos de origem vegetal? Muito pouco provável, primeiro porque a ingestão de vegetais de folha verde deveria ser muito superior ao que uma pessoa normalmente ingeria e segundo porque a biodisponibilidade desse cálcio não é a mesma, ou seja, a absorção intestinal desse cálcio é muito reduzida a não ser que se torne o cálcio mais "disponível" através de alimentos potenciadores.
    Há milhões de anos que o leite de origem animal faz parte da alimentação humana, e simplesmente porque começou a aparecer as bebidas de soja, erradamente denominadas de leite, e a fazer campanhas publicitárias contra o leite que sempre consumimos, meia dúzia de pessoas acreditam em tal coisa.
    Aliás uma população muito estudada são os Massai, um grupo étnico africano do Quénia e Tanzânia que têm ingestões de quase 3L de leite por dia e uma longevidade e óptimo controlo metabólico como muito poucas outras.
    Uma boa alimentação inclui todos os alimentos que temos disponíveis para consumo, incluindo os de origem animal. Carne faz mal? Não não faz, em excesso poderá levar ao aumento de colesterol, mas como tudo em excesso tem efeito na saúde.

    ResponderEliminar
  19. Cara Silvia,

    Não é preciso recorrer a nenhuma revista científica ou ter grande formação académica para perceber que só somos mamíferos enquanto nossa dentição não é formada, tal como acontece com qualquer animal que deixa de mamar quando atinge a sua fase adulta. A Natureza, mais sábia do que o homem, não se enganou. Certo?

    A partir daqui podemos dissertar sobre a pretensa necessidade de continuarmos mamando a vida inteira, ainda por cima o leite de outras crias (no caso a vaca) que tem factores alimentares adequados aos bezerros a que se destina e não aos humanos. Certo?

    A questão que coloca sobre o consumo de leite de vaca, tal como o consumo de cadáveres de animais (o carnivorismo a que ps seres humanos se habituaram) é totalmente anti-biológico para a nossa espécie em evolução. Certo?

    Portanto, penso que haverá sim muita ignorância numa Sociedade de consumo onde não se olha a meios para atingir os fins que nada têm a ver com a Saúde das pessoas e sim com o LUCRO de um sistema que está errado e caindo como fruta podre nos tempos que correm.

    Infelizmente ele arrasta consigo milhões de seres humanos que foram ludibriados pelos seus orientadores que também caiem vítimas das próprias doenças que originaram ao longo dos séculos e se multiplicam nos dias de hoje apesar de tanta ciência e progresso na Medicina Oficial. Certo?

    Quanto à questão do leite que estamos discutindo, há cada vez mais provas de que ele é mais nocivo do que benéfico para a saúde, além de haver hoje milhões de pessoas que não toleram a lactose. Certo?

    Quanto ao 'leite' ou bebida de soja, tem efectivamente muito mais benefícios em todos os aspectos e todos beneficiariam (independentemente da idade) do seu consumo. Felizmente muita gente já entendeu isso, mas a Silvia parece que não!

    Pausa para reflexão!

    RP

    ResponderEliminar
  20. Só mais uma coisa, cara Silvia:

    A questão da calciomania tão propalada hoje em dia, as vacas têm ossos robustos e só comem ervas, porquê?

    Mais lhe digo que é mais importante o Magnésio, tão excasso hoje em dia na alimentação, sendo que a falta deste provoca vários disturbios no organismo e falta de fixação de calcio nos ossos. Tudo isso é agravado pelo consumo de açucar que desvia o "metabolismo do cálcio", surgindo as cáries nas crianças e a Osteoprose nos adultos, especialmente nas mulheres que têm o problema da Menopausa.

    Informe-se melhor e não julgue que beber leite de vaca a vida inteira evita tudo isso. Ledo engano!

    Por fim, o excesso de cálcio que hoje muita gente toma, provoca litiase renal e 'endurecimento' nas veias, contribuindo para o aumento da pressão arterial, não é só o excesso de sal.

    Aprenda um pouco mais do que sabe, tal como eu faço.

    Cumprimentos,

    RP

    ResponderEliminar
  21. Porque existem os animais carnívoros?
    será que poderiamos ensiná-los a comer somente vegetais?
    sei que somos racionáis e eles irracionais, porém se deres
    carne para uma vaca ela não vai comer e se deres vegetal para
    um leão ele também não vai comer, neste caso se temos paladar para vegetal, carne e leite, creio que precisamos de nutrientes destes itens. quem vive na sibéria ou lugares que não dá para plantar? eles tem que se alimentar de carne e leite animal.
    não quero ser um mero critico, mas a moeda tem duas faces.
    att.
    Gelson

    ResponderEliminar
  22. Caro Gelson,

    A cada espécie foi destinado o seu alimento e o homem é o único animal que adulterou sua alimentação sofrendo por isso todo o género de doenças degenerativas, cancer, alzheimer, etc., e outras como a diabetes, osteoporose, hipertensão, esclerose, artritismo, doenças cardiovasculares, etc., que seriam evitadas se vivessemos mais de acordo com a nossa humana e verdadeira condição de seres frugivoro/vegetarianos, tal como o indica a nossa própria dentição.

    Você refere os povos da sibéria ou lugares onde não dá para plantar, como os esquimós nas regiões geladas do planeta. Sim, nesse caso seus organismos estão adaptados para o meio onde vivem e por isso se alimentam basicamente de produtos animais, pelo que têm uma vida curta em relação a outros povos que se alimentam à base de cereais e vegetais. O caso dos Hunzas, por exemplo, é o povo mais longevo do Mundo com idades que chegam a atingir 140 anos por serem basicamente vegetarianos.

    Quanto aos povos ocidentais, são os mais doentes do planeta, por consumirem demasiada carne ou produtos animais como é o caso dos norte-americanos e sul-americanos e europeus.

    Quanto ao consumo de leite de vaca cujo assunto é o principal objectivo do meu artigo, dir-lhe-ei que o ser humano é a única espécie que continua a mamar depois de adulto e ainda por cima o leite de outras espécies destinados ás crias, no caso aos bezerros.

    Por todos os erros alimentares e muito mais outras coisas como o consumismo de alcool, tabaco, drogas de todo o tipo, etc., condenam o homem a uma vida cada vez mais cheia de sofrimento por todo esse Desregramento.

    Grato pela sua participação.

    Rui Palmela

    ResponderEliminar
  23. Ainda estamos longe de nos libertarmos da m´´idia e sua influ^encia ma.As pesquisas serias apontam exatamente para que suprimamos, mesmo que aos poucos, o leite de vaca, pelos motivos citados no seu artigo. Como estudante de nutriçao, posso afirmar que o magnesio e a vitamina D suprem o organismo humano do calcio perfeitamente bem, desde que incluam 5 a 10 minutos ao sol, ao menos 3 a 4 vezes por semana, nos horarios saudaveis, obviamente.
    Desculpem-me a grafia, pois o meu teclado esta ruim...

    ResponderEliminar
  24. As polémicas ajudam sempre a poderem-se apresentar as diversas versões segundo a óptica de quem as apresenta.
    Eu, pessoalmente, estou muito convicto de que a Natureza nos proveu não só dos meios de subsistência a cada espécie como também da sua própria constituição físico-biológica para utilizar esses meios de subsistência. E acho que não é necessário grande esforço de raciocínio para entender que o ser humano tem sido a espécie que mais transgrediu sempre perante as condições que a Natureza lhe apresentou como sendo as verdadeiramente naturais. E a reflexão sobre qual outro animal que, para além do ser humano, consome leite, é bem elucidativa. Cada um é livre de tomar as atitudes e rumos que desejar, inclusive as de se ir intoxicando, procurando sempre encontrar um suporte para justificar seus desvios. A preguiça mental em prol da procura do que na realidade é importante e o deleite do prazer que esses comportamentos desviantes lhes proporcionam, talvez seja a razão plausível para assim continuarem os seus comportamentos.

    ResponderEliminar
  25. Faz muito tempo que por aqui não passava. Mas acho sempre interessante o que em seus comentários as pessoas expressam. Já aqui postei antes, para dar meu testemunho sobre este tema e parece-me que continua pertinente esta polémica. Pena que depois da curiosidade inicial as pessoas se eclipsam, não sei se por desinteresse se por não verem nada que lhes possa motivar sua curiosidade ou necessidade de mais saber.
    Mas eu, pessoalmente, continuo com a mesma convicção: leite não é alimento natural depois que passamos a ser adultos. E dizer-se que ele faz falta como fonte de cálcio e outros nutrientes é uma completa falácia. Expresso por quem tem conhecimentos mais aprofundados, é referido que o leite contribui fortemente para a o desequilibrio do PH ficando nosso corpo com ambiente mais ácido, propenso ao desenvolvimento da maioria dos males que nos afectam, na medida em que virus e bactérias se desenvolvem exactamente em meios ácidos. Tudo que possa contribuir para um correcto equilíbrio do nosso PH, vai sim contribuir para que fiquemos com nossas defesas mais fortes tornando-nos mais imunes às doenças provocadas por aqueles agentes patológicos. Uma boa dieta alcalínea, e ela contempla vegetais, peixes e carnes também, estão sempre na base das boas condições para manter uma boa saúde, claro que, tudo com medida e temperança. Não se esqueçam de fazer vossa suplementação com cloreto de magnésio, pois que ela está na base de de um bom funcionamento de todo nosso organismo, especialmente am pessoas com problemas cardíacos.

    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails