domingo, 25 de novembro de 2007

BORISKA, O "MENINO ASTRÓNOMO"



Os cientistas russos assumem publicamente as suas pesquisas sobre espiritualismo abordando a questão da reencarnação, reconhecida já cientificamente, e a existência de civilizações extraterrestres. No jornal PRAVDA, assinado pelo jornalista e cientista Gennady Belimov, fala-se de uma criança incomum, hoje um jovem adolescente, num artigo que a seguir se descreve:

«Em 11 de Janeiro de 1996, uma criança incomum, nasceu na cidade de Volzhsky, na região de Volgograd, Rússia. Sua mãe, Nadezhda Kipriyanovich, descreve O trabalho de parto: "Foi muito rápido e não senti nenhuma dor. Quando me mostraram o bebê, ele me olhava fixamente com seus grandes olhos castanhos. Como médica, eu sei que não é habitual num recém-nascido esse olhar tão concentrado. Excepto esse fato, ele parecia um bebê normal".

Quando saiu da maternidade, de volta ao lar, Nadezhda começou a perceber que o menino, chamado Boris, tinha um comportamento singular: raramente chorava e nunca solicitava qualquer alimento. Ele crescia como as outras crianças, mas começou a falar frases inteiras aos oito meses. Com um ano e meio, lia jornais. Os pais deram a ele um jogo de peças para montar figuras e ele começou a elaborar peças geométricas combinando diferentes partes com precisão.

"Eu tinha a impressão de que nós éramos como aliens para ele, aliens com os quais ele estava tentando se comunicar" - disse a mãe de Boris ou Boriska, como é chamado pela família. Boriska começou a desenhar figuras que, à primeira vista, eram abstrações nas quais se misturavam tons de azul e violeta. Quando psicólogos examinaram os desenhos, disseram que o garoto estava, provavelmente, tentando representar a aura das pessoas que via ao seu redor.

Aos três anos, Boris começou a conversar com seus pais sobre o Universo. Ele sabia nomear todos os planetas do Sistema Solar e seus respectivos satélites. Ele falava também nomes e número de Galáxias. Isso pareceu assustador e a mãe pensou que seu filho estava fantasiando; por isso, resolveu conferir se aqueles nomes realmente existiam. Consultou livros de astronomia e ficou surpreendida ao constatar que Boris, de fato, sabia muito sobre aquela ciência.

Os rumores sobre o "menino-astrônomo" espalharam-se rapidamente na cidade. Boriska tornou-se uma celebridade local e as pessoas começaram a visitá-lo para ouvi-lo falar sobre civilizações extraterrestres, sobre a existência de antigas raças humanas cujos indivíduos mediam três metros de altura, sobre o futuro do planeta em função de mudanças climáticas. Todos ouviam aquelas coisas com grande interesse embora não acreditassem nas histórias.

Os pais decidiram batizar o filho, cogitando que talvez fosse uma questão espiritual pois acreditavam que havia algo errado com Boris. Mas o fenômeno não cessou: Boriska começou a falar às pessoas sobre seus "pecados". Um dia, na rua, abordou um rapaz e admoestou-o por usar drogas; falava com certos homens para parar de bater em suas mulheres; prevenia pessoas sobre a iminência de problemas e doenças.

O menino sofre com o conhecimento prévio de desastres naturais ou sociais: durante a crise do Beslan, recusou-se a ir à escola enquanto durou o ataque. Quando perguntaram a ele o que sentia sobre o assunto respondeu que era como se algo queimasse dentro dele. "Eu sabia que o caso todo teria um final terrível" - disse Boriska.
Sobre o futuro do planeta, ele adverte que a Terra passará por duas situações muito perigosas nos anos de 2009 e 2013, com a ocorrência de catástrofes relacionadas à água.
Os especialistas chamam estas crianças de "indigo children" ou "crianças azuis", possivelmente uma referência ao avatar indiano Khrisna que, segundo a lenda, era azul. "Boriska é uma dessas crianças. Aparentemente, as "crianças azuis" tem a missão especial de promover mudanças em nosso planeta. Muitas delas têm as espirais do DNA notavelmente perfeitas o que lhes confere uma inacreditável resistência do sistema imunológico capaz de neutralizar a ação do vírus da AIDS. Eu tenho encontrado crianças assim na China, Índia, Vietnam entre outros lugares e estou certo de que esta geração mudará o futuro da nossa civilização».

Do site em inglês do Jornal PRAVDA: http://english.pravda.ru/science/19/94/378/16387_Boriska.html


Nota: Clicar na imagem acima e ver página personalizada no meu site NOVA ERA

Rui Palmela.

6 comentários:

  1. Carlos Alberto Duarte Viegas02 agosto, 2008

    Por favor, façam a correção, no texto, da palavra "nasciturnos" por "nascituros". Antecipadamento agradecido.
    Carlos Alberto D.Viegas
    Porto Alegre, RS

    ResponderEliminar
  2. Rui Palmela02 agosto, 2008

    Obrigado pela chamada de atenção sobre a palavra "nasciturnos" do texto, caro Carlos Viegas, pois me limitei apenas a repassá-lo sem nada alterar.

    Reconheço, porém, que tem razão no seu reparo e achei por bem modificar a palavra nasciturnos ou nascituros para "recém-nascido" que me parece muito mais correcto, porque nascituro é aquele que há-se nascer e ainda não nasceu, tal como refere o dicionário.

    Cordeais cumprimentos, e obrigado pela sua participação e chamada de atenção.

    Rui Palmela

    ResponderEliminar
  3. Oi a todos os que lêm estás palavras,
    o garoto Boriska quando diz: que "a Terra passará por duas situações muito perigosas nos anos de 2009 e 2013, com a ocorrência de catástrofes relacionadas à água." ele se está referindo a maremortos, ondas gigantes...?
    há uns tempos para cá venho sonhando com ondas gigantes e já li um doc de apovni onde uma tal sra. Idalina Oliveira fala que se vai dar um mar morto proximamente aliais o pronostico dela vai de maio até setembro. Segundo ela esse maremorto causará muitos estragos e ceifará imensas vidas. Podia esclarecer se isso tem que ver com as palavras de Boriska?
    Desde já muito obrigado.

    ResponderEliminar
  4. Olá, caro "Anónimo":

    Sim, penso que o jovem Boriska está a referir-se a algo como maremotos ou com o aumento do nível das águas do mar devido aos degelos que se estão a intensificar de tal modo que alguns cientistas já dizem que o Polo Norte está desaparecendo.

    Ora isto terá consequências em muitos países que poderão ficar com suas cidades submersas em particular as que se situam junto ao litoral, originando grandes exôdos nas suas populações para zonas mais altas se as houver.

    Não há duvida que virão "tempos difíceis" como dizia Jesus Cristo no seu Sermão Profético para tempos de "Juizo Final" referindo também que viriam "dias de Noé", ou seja, como no Dilúvio!

    Porém eles são necessários para que haja uma grande mudança e limpeza na Terra para o Alvorecer duma Nova Era.

    Um abraço

    Rui Palmela

    ResponderEliminar
  5. Um absurdo as religiões espalharem mentiras inventando bobagens sobre crianças indigo e cristal, pois nada disto existe. Billy Meier no ano de 1995 falou sobre Phaeton/Malona que se auto-destrui com guerras, desviou o Mar para refrigerar um Vulcão e explodiu o planeta. Marte nesta época perdeu a sua atmosfera, os habitantes de Malona provavelmente são os povos vizinhos citado por Boriska, que guerreavam contra Marte, que perdeu a vida de sua atmosfera e possívelmente tenham se auto destruido com os ataques de Malona que se autodestruiu e criou o cinturão de asteróides em nosso sistema solar. Há 72 mil anos os habitantes de Malona e Marte foram obrigados a abandonar os seus planetas e vieram habitar no planeta Terra. Os habitantes de Malona e Marte foram hibridos criados no sistema de Sirius que fugiram quando descobriram que seriam destruidos pelos seus criadores. Os religiosos são mentiros, estes são os indigo e cristal a bobagem inventada pelos espíritas, para os guerreiros de Marte e Malona, que a 72 mil anos tem vindo encarnar no planeta Terra depois de terem destruido o seu planeta com guerras e idiotices dos seus habitantes.

    ResponderEliminar
  6. E esse boriksa hoje, como ele se encontra, e se estuda ? como não foi entrevistado ainda ?
    Se ele é tão inteligente e pode prever os acontecimentos que teram, pode ser decendente de Nostradamus hahaha, Mais queria saber dele atualmente e se tem a ver com os povos de Agharta.

    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails