terça-feira, 21 de outubro de 2008

OS PORCOS PODEM SALVAR A HUMANIDADE?

Assisti a uma peça na televisão (na RTP2), onde vi porcos a serem estudados por alguns cientistas que faziam comparações entre o animal e o ser humano, tendo os suinos muitas semelhanças com o homem em seu organismo, levando alguns estudiosos a concluirem que “os porcos podem salvar a Humanidade”, servindo não só de alimento mas de potenciais dadores de órgãos para transplante no corpo humano. No futuro seremos assim uma espécie de “humano-porcos” que actualmente já existem por ‘galvanoplastia’, ou seja pela quantidade enorme de células dos suinos a circular no organismo das pessoas que consomem tanta carne desses animais e ficam se parecendo com eles...

Acham esses investigadores, pois, que temos muitas parecenças com os bichos de 4 patas, gordos e anafados, que grunhem e comem muito, brigam e lutam uns com os outros quando estão stressados, mas no fim morrem para servir de alimento aos seres humanos que tanto os apreciam. Agora até podemos um dia ter um coração de porco, pulmão, rins, bexiga, figado ou intestinos, e quiçá o pénis e testículos que muitos humanos consomem.

É assim a degeneração total do homem do século actual que ainda não aprendeu a viver de forma sã e coerente e adoece por causa disso, pretendendo agora ser ‘salvo’ pelos porcos que terão um destino bem pior do que tinham até aqui. Ou seja, já não servem apenas para febras, presunto, torresmos e enchidos, etc., mas também para fornecerem órgãos que faltam aos humanos nas salas de operações...

Não sei se isto algum dia acontecerá na realidade, mas o facto é que estão sendo feitas experiência ou estudos nesse sentido e lamento pela humanidade que degenerou de tal forma da sua condição que sofre doenças de todo o género por causa do seu “módus vivendi” com uma errada forma de alimentação que além de ser prejudicial ao corpo é também à alma, pois por alguma razão os grandes Mestres e Profetas da Humanidade abordaram esta questão condenando holocaustos e morticínios de milhões de animais inocentes que todos os dias são sacrificados e devorados até ás entranhas pelo homem que se tornou no maior predador da Terra, desrespeitando a vida de tantos seres da Criação.

De resto, a carne proveninente dos cadáveres de animais, além de não ser saudável, influi no próprio temperamento humano e isso levou Albert Einstein a dizer que: «A maneira vegetariana de viver, por seu efeito puramente físico no temperamento humano, exerceria uma influência benéfica sobre toda a Humanidade», idéia esta corroborada por Leon Tolstoi (o grande escritor russo) que também dizia, convictamente: “Se toda a Humanidade fosse vegetariana eram impossiveis as guerras”, naturalmente.

Enfim, talvez por estas e outras razões (como a Poluição, a Economia, os problemas ambientais) tenha levado o responsável do IPCC da ONU (Dr. Rajenda Pachauri) a fazer um apelo ao não consumo de carne nos dias que correm, como única forma de melhorar as coisas neste Planeta.

Fica aqui mais esta dissertação,

Pausa para reflexão!

Rui Palmela

7 comentários:

  1. Tb vi o programa aqui Rui...

    Quanto aos porcos humanos existem muitos desde ha muito assim como humanos porcos e alimentam-se uns dos outros... daí que cada vez se parecem mais fisicamente e não precisam sequer de comer carne...

    Enquanto não tiverem autorização para nos clonar, tentar-nos-ão arranjar a maquina de qualquer maneira, mas sendo franca, prefiro saber que seja um porco (animal) que me salve a vida do que um humano (porco) que tirou a vida de outro humano (mesmo crianças, onde homicídios se cometem para venderem os orgãos, mas nao te aprendo nada...) para ganhar dinheiro e poder na ilusão de me salvar a minha.
    A alma não está no coração de nenhum animal, seja ele de que espécie fôr, é importante nao esquecer que o humano é animal, se fores transplantado de urgência e sobreviveres graças a um orgão animal (ex: porco), não vais grunhar ou suar como ele, é absurdo!

    Quanto aos porcos, prefiro guardar o humor, porque de esterco tá o planeta cheio e cheira mal em todos os reinos..


    ResponderEliminar
  2. Poderão eventualmente vir a socorrer a humanidade,
    mas talvêz nem seja preciso, já se estão a virar para
    células dos cordões umbilicais é muito mais seguro
    e febra de porco só na brasa! eheh

    Abraço

    jorge

    ResponderEliminar
  3. Rui Palmela23 outubro, 2008

    Concordo com tudo o que dizes, amiga Né, mas corrijo um pormenor em relação ao coração humano que é diferente do coração de um porco com tudo o que ele representa na sua parte astral, sendo nosso coração não só um órgão para bombear sangue mas estando ligado a outros níveis por aquilo que nos identifica a nível espiritual. Aliás, quando dizemos "eu sou" levamos a mão ao peito e não à cabeça onde se situa o cérebro. Quando saudamos alguém ou juramos fidelidade com a mão no peito é na zona do coração, do nosso coração individual. Certo?

    Mas entendo tudo o resto que me dizes e concordo plenamente contigo.

    De resto, por alguma razão o porco sempre foi considerado um animal imundo e era neles que entravam os espíritos malignos que Jesus libertava dos endemoinhados, não sendo por acaso também que Moisés proibia seu povo de os consumir.

    Aliás, a expressão "Não deiteis vossas pérolas aos porcos" vai para os humanos que se parecem com eles em seus comportamentos...

    Abraço.

    Rui Palmela

    ResponderEliminar
  4. Olá Amigo Rui!
    Como sempre as suas dissertações têm qualquer coisa de sábio e as suas palavras transmitem-me uma sensatez muito mais elevada e muito mais racional do que todas as salvações suínas que por aí podem aparecer... Os meus parabéns pelo blog, é fantástico!

    Para terminar gostaria apenas realçar uma frase do seu texto que me deixou intrigado pela sua peculiaridade... e que nos diz:"...e quiçá o pénis e testículos que muitos humanos consomem." e agora digo - será que a Humanidade vai enveredar por esse caminho?

    Com as melhores saudações e um abraço deste António!

    ResponderEliminar
  5. Rui Palmela28 outubro, 2008

    Fico grato pelo seu apreço de meus trabalhos, amigo António. Há quem desdenhe e me censure, mas não se pode agradar a toda a gente não é verdade?

    Não por tempo perdido o meu esforço se apenas umas quantas pessoas, nem que seja uma das 45.000 que já visitaram meu Blog, aproveitarem o que escrevo e transmito neste mundo virtual onde se mistura tudo, o bem e o mal.

    Não há dúvida, meu bom amigo, que a Crise maior neste século actual é mais moral e espiritual do que de ordem económica ou material. E não há porcos que cheguem para salvar a Humanidade que definha e sucumbe com tantas formas de Iniquidade.

    Eu vou escrevendo na esperança de despertar muitas mentalidades adormecidas que há muito deixaram de pensar ou de raciocinar, pois infelizmente isso acontece com tanta gente. O mundo está carecendo duma grande transformação, sendo certo que não pode mais continuar suportando tantas loucuras desta nossa Civilização. De resto, creio que está chegando fim (como outras no passado que cairam)com tantas formas de Degeneração.

    Por fim surgirá uma Nova Humidade eleita (naturalmente) pela qualidade e não mais pela quantidade, sendo certo que se aproximam catastróficos acontecimentos provocados pelo homem com tantos erros e desregramentos.

    Mas nada será em vão, e me esforço por dar até ao fim a minha melhor contribuição.

    Um grande abraço e "pausa para reflexão"!

    Rui Palmela

    ResponderEliminar
  6. Eu é que agradeço a sua atenção, e pode crer que terá aqui sempre um leitor assíduo e um observador atento das suas propiciações. E enquanto este Mundo descamba e não descamba vamos filosofando a vida e vamos tentando ser os obreiros das nossas próprias profecias...

    Um abraço, e não nos deixemos cair em tentações suínas!

    ResponderEliminar
  7. E lá fica o ser humano descansado a pensar, bem posso enfardar-me à vontade e comer tudo o que quiser porque depois posso substituir qualquer órgão meu pelo de um porco... isto não é ciência, é degeneração! A carne de porco é altamente prejudicial porque incentiva a sensualidade desmedida, etc. etc. etc. Há negócio por detrás destas des-informações, de certeza.

    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails