segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

A JUSTIÇA EM PORTUGAL


Cada vez mais me convenço de que a 'Justiça' em Portugal vai faltando pelo modo como alguns magistrados decidem ou resolvem assuntos que escandalizam o cidadão comum que não estudou Direito mas tem seu próprio entendimento natural, não da lei mas da Moral.

Assim, constata-se que muitas vezes ou quase sempre a justiça falha ou não se faz quando necessário pelo tempo que demoram os processos nos Tribunais e sobretudo pela impunidade de tantos que escapam pelas ‘malhas’ da lei quando certos advogados conseguem (com habilidade) convencer os juizes que o seu cliente, embora culpado, sai ilibado como inocente.

O sistema está viciado ou conspurcado também pela falta de vigilância de órgãos responsáveis que superintendem a Justiça em Portugal onde as coisas só funcionam quando são denunciadas ou badaladas nos órgãos de Comunicação Social. Foi o que sucedeu de resto com a questão da pedofilia na Casa Pia de Lisboa e outros casos que tardam em ser resolvidos pelo excesso de tempo já habitual em que não raras vezes fica tudo em “águas de bacalhau” como se diz na gíria popular.

Pior ainda é quando se arranjam bodes expiatórios para mostrar que a Justiça funciona de igual modo para todos, ricos ou pobres, o que não é verdade pois as prisões estão cheias de gente na sua maioria pobre ou miserável, muitos que cometeram crimes talvez menores do que os que se safam à lei por terem condições financeiras para pagar 'bons' advogados ou ficarem sob 'fiança', à solta, mesmo recaindo sobre eles graves acusações de crimes de Corrupção ou roubos de milhões.

De resto, é o próprio Bastonário da Ordem dos Advogados e o Procurador-Geral da República que dizem abertamente o que pensam sobre o assunto e qualquer português entende bem as suas críticas e preocupações.

A verdade é que o cidadão comum como eu olha cada vez com mais desconfiança para o que se passa no país onde assaltantes e criminosos são soltos depois de levados a Tribunal pelos agentes policiais que os detêm ás vezes com risco da própria vida, com troca de tiros e perseguições, e os meliantes acabam indo para casa enquanto os agentes da lei ficam perdendo seu tempo fazendo o relatório oficial.

Para concluir esta dissertação, dei conta de uma noticia recente de uma juiza que mandou libertar um criminoso violento e perigoso que actuava na linha de Sintra, enquanto a mãe afectiva da pequena Esmeralda (caso bem conhecido em Portugal) pode ficar presa por ter desrespeitado uma ordem judicial que obrigava a entregar a menina ao pai biológico que não a criou, a abandonou, não a reconheceu como filha em bébé e agora a reclamou...

É este o ‘juizo’ da Justiça em Portugal cada vez mais cega pelo estado em que se encontra a Magistradura numa crise que se agrava como a outra de ordem económica/financeira, a do Capital, a nível mundial.

É esta a minha conclusão,

Pausa para reflexão.

Rui Palmela

4 comentários:

  1. António Prates12 janeiro, 2009

    A minha justiça diz-me que o Rui tem toda a minha consideração e a minha consonância na justiça das suas palavras… Convivemos com uma Justiça injusta e muito distante do exemplo que poderia ser e que deveria transmitir a todos os portugueses.

    Uma Justiça tão fria quanto o dia de hoje!

    ResponderEliminar
  2. Prendam os bibi's!!! lool tou só a brincar, é preciso ter humor de vez enquando.

    Pois é pah, ta tudo desequilibrado nunca houve igualdade entre ricos e pobres na justiça, e mesmo a justiça não defende os verdadeiros valores humanos e direitos humanos que o cidadão comum defende, intervenção cósmica.. vem por favor! ela virá... eu creio que, Deus, virá buscar os escolhidos quando houver mais pessoas salvas pelo Cristo Jesus, ainda há muitas perdidas, e eu posso provar que a minha ideia tem sentido pois na bíblia diz que se não fossem os justos a sua vinda teria sido adiada e ninguém sobreviveria.

    Pausa para reflexão. =D

    ResponderEliminar
  3. Rui Palmela12 janeiro, 2009

    Não são só os "bibis" abusadores de crianças que têm de prestar contas pelos seus actos, amigo Pedro Ivan, há muitos outros senhores abusadores deste país que deviam ser responsabilizados pelo que fazem à própria Nação e ficam inpunes pelos seus erros e desmandos prejudicando toda uma população.

    Claro que cada povo tem o governo que merece, mas é verdade que essa gente engana e domina pelo poder politico ou religioso, e do dinheiro também, a maioria da nossa Civilização.

    Esta Sociedade está no fim, sim, e surgirá uma outra mais evoluida após os dias de grande atribulação necessários ao Mundo Novo com uma Nova Civilização.

    RP

    ResponderEliminar
  4. Também concordo!
    Há coisas que nos deixam incredulos!
    Mesmo na faculdade onde estudamos a aplicação da lei, há coisas que nos deixam perplexos e motivam discussão!Em ultima analise a aplicação da lei é sempre feita plos Sres Drs Juizes e nem sempre a coisa corre pelo melhor!!!

    Tb nao concordo nada com a entrega da Esmeralda ao pai biologico, nem concordo que se libertem criminosos...enfim, esperemos que as coisas mudem, algum dia têm que mudar!

    Carla

    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails