quarta-feira, 13 de outubro de 2010

13 DE OUTUBRO DE 1917 - O MILAGRE DO SOL


Comemora-se nesta data (13-10-2010) mais um aniversário do chamado “Milagre do Sol” que ocorreu em Fátima, nos campos da Cova da Iria, onde 70.000 pessoas (que incluiam crentes e descrentes) aguardavam o ‘sinal’ que os 3 pastorinhos tinham dito que aconteceria prometido pela “Senhora Luminosa” que terminou nesse dia o ciclo das Aparições que vinha fazendo ás crianças desde o dia 13 de Maio desse ano.

Segundo registos da época, o fenómeno teria sido o maior acontecimento ovniológico jamais ocorrido numa povoação onde hoje se situa  o maior Santuário de Portugal que é visitado por milhões de pessoas que ali vão em peregrinação.

A escritora portuguesa Fina d’Armada, investigora dos acontecimentos explorados pela Religião Católica, tendo consultado documentação da época publicou um livro intitulado “Fátima Nos Bastidores Do Segredo”, onde se descreve sobre o acontecimento o seguinte:

..."Chovera a cântaros naquele dia e ainda chuviscava quando, ao entardecer, no instante em que a “Senhora Luminosa” (assim chamavam as crianças) se elevava, Lúcia gritava: “Olhem para o sol”! As nuvens se entreabriram e descortinaram o sol. Mas era um sol estranho, achatado, com um contorno bem definido, que mais parecia um imenso disco de prata. Brilhava com intensidade jamais vista, mas não ofuscava nem cegava.


O disco começou a “bailar” e qual gigantesca roda de fogo, girava rapidamente. Imobilizou-se por alguns instantes para recomeçar a girar vertiginosamente sobre si mesmo. Suas bordas tornaram-se escarlates e deslizou como um redemoinho, espargindo chamas de fogo. Jorrava cascatas de luzes verdes, vermelhas, azuis e violetas, de variadas tonalidades, que se reflectiam no solo, nas árvores, nos arbustos, nas roupas e nas próprias faces das pessoas.

Animado por um movimento louco, o globo de fogo tremulou e sacudiu antes de precipitar-se em ziguezague sobre a multidão que, apavorada, esboçou gestos de pânico. Era como se o fim do mundo houvesse chegado. O disco então parou por alguns minutos como se concedesse um intervalo de descanso, para logo em seguida recomeçar os movimentos e emitir luzes flamejantes. Após nova pausa, a dança recomeçou, tão gloriosa, quanto antes. O “milagre do sol” durou um total de 12 minutos, ao final dos quais muitos notaram que suas roupas, encharcadas pela chuva, haviam secado completamente, assim como o chão. O ciclo das aparições terminava”.

Logicamente não foi o Sol que ‘dançou’ para a multidão naquele dia 13 de Outubro de 1917 na região de Fátima. O Astro Rei a 150 milhões de kilómetros de distância jamais poderia ter saido do seu lugar sem que isso causasse uma hecatombe na Terra e dentro do Sistema Solar. Portanto, o que aconteceu em Fátima foi outra coisa e teve a ver obviamente com uma manifestação extraterrestre, uma nave de grandes dimensões a que chamamos OVNI pela forma como tudo aconteceu.

A descrição feita do objecto voador não poderia ser mais perfeita. Aliás, várias pessoas chegaram mesmo a ver vultos de configuração humana dentro do ‘Sol’ quando este desceu e por baixo muita gente viu de perto, o imenso disco no qual giravam muitas luzes de várias cores deixando cair algo do ar que parecia ‘pétalas de flores’ (ou ‘flocos’ de neve) que se desfazia nas mãos quanto tentavam apanhar. Isto é característico devido ao tipo de energia que essas naves utilizam (a energia magnética) que deixa na atmosfera uma espécie de substâncias brancas conhecidas por “cabelos de anjos” em vários meios ovniológicos.

Claro que tudo isto é rejeitado pela Igreja que deu outras interpretações e sustenta até hoje a sua própria tese que alimenta religiosamente as multidões, mas quem faz um estudo sério sobre o assunto, como o fez a escritora Fina d’Armada e outros, verifica que o ocorrido em Fátima se enquadra perfeitamente no âmbito do fenómeno ovniológico.

Entretanto a Mensagem de Fátima transmitida aos pastorinhos, tal como já tinha sido feita anteriormente em Lourdes e La Salette a outras crianças, foi omitida pela religião que impediu até hoje de saber a verdade que inevitavelmente será conhecida quando chegarem dias de grande atribulação que os profetas tinham falado para esta geração. Curiosamente, fala-se também cada vez mais de Ovnis e Extraterrestes e do estado a que chegou a nossa Civilização.

Quem puder entenda,

Pausa para reflexão!

Rui Palmela

3 comentários:

  1. já não sei onde li... creio q foi num site da internet... ou num livro... não sei ao certo... mas esse fenómeno foi sem dúvida ovniológico, e muito provavelmente os seus autores foram pleiadianos negativos... eles quiseram enganar tremendamente o povo! a verdade está por aí... é uma questão de nos esforçarmos e encontrá-la-emos!!! excelente artigo Rui Palmela! obrigado! abraço fraternal!

    ResponderEliminar
  2. Caro "Anónimo",

    Começo por agradecer o apreço demonstrado pelo meu artigo e o abraço fraternal que retribuo do mesmo modo.

    Quanto à ideia de que o sucedido em Fátima, no chamado "Milagre do Sol" tenha sido a presença de "pleidianos negativos" eu discordo totalmente, antes pelo contrário, creio mais que foi uma ajuda de Seres que interviram para levar as pessoas a acreditarem nas crianças que estavam sofrendo muito, sendo incompreendidas e perseguidas pela própria Igreja Católica que instigava as pessoas contra elas. Inclusive estiveram presas e foram interrogadas!

    Por isso a Entidade Divina ou Extraterrena (a quem hoje chamam de "Virgem Maria" ou "Nossa Senhora de Fátima") tratou de que houvesse aquele 'sinal' que tinha prometido para que as pessoas vissem como efectivamente aconteceu.

    Portanto, a leitura que eu faço disso é bem diferente daquilo que outros pensam a respeito, sejam ufólogos ou religiosos.

    Um Abraço

    Rui Palmela

    ResponderEliminar
  3. As mensagens foram passadas e vocês ainda duvidam?

    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails