domingo, 11 de janeiro de 2015

PORQUE É QUE "NÃO SOU CHARLIE"

 
 
Lembro-me quando o grande humorista Herman José caiu em desgraça quando satirizou Jesus e os discípulos na "ultima ceia" num dos seus programas que grande parte do povo português não gostou por ser católico e isso valeu-lhe a 'queda' que sofreu na popularidade por muito tempo até que alguém lhe deu a mão novamernte mas ele certamente aprendeu a lição e entendeu que há coisas que não servem para brincar por ferirem sensibilidades alheias.
 
Penso ...que foi o que aconteceu com o cartunista Charlie Hebdo que infelizmente deu com outro tipo de gente que não tolerou mais suas provocações e o calou para sempre. Lamento pela sua morte e todas as que moralmente foi responsável e isso é a própria companheira que o reconhece hoje dizendo que podiam ter evitado o sucedido, pois chegou a pedir-lhe para que saissem de França adivinhando que algo trágico iria acontecer por causa das sua publicações provocatórias contantes.
 
Por isso os que dizem "EU SOU CHARLIE" estão apenas a alimentar a ideia da continuidade da provocação à fé e crença de milhões de pessoas (muçulmanos, cristãos, judeus, etc.) e essa é uma forma de não respeitar a liberdade religiosa que os defensores da "Democracia" tanto apregoam. A Liberdade de uns termina onde começa a dos outros e o Charlie Ebdo não entendeu isso.
 
Portanto, indo um pouco contra a corrente, por ter a minha própria liberdade de expressão e pensamento, eu declaro que NÃO SOU CHARLIE e sim apenas um cidadão do mundo que se solidariza contra a violência, o terrorismo, a intolerância, o ódio, o fanatismo e o obscurantismo.
 
Que saibamos todos ser Irmãos uns dos outros cultivando a Paz e Fraternidade entre os Povos e não a Guerra.
 
Rui M. Palmela

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts with Thumbnails